Você está em: home / Cotidiano / Em São Paulo, feira de bolivianos da rua Coimbra é regularizada após 11 anos de luta

Em São Paulo, feira de bolivianos da rua Coimbra é regularizada após 11 anos de luta

Foto: Luciano Velleda/ SMDHC

Foto: Luciano Velleda/ SMDHC

09/12/2014- São Paulo- SP, Brasil- Depois de funcionar por quase 11 anos na ilegalidade, a tradicional feira da rua Coimbra, na região da Brás, que reúne 6.000 bolivianos aos sábados, agora está regularizada pela Prefeitura de São Paulo. Após diálogo entre a Subprefeitura da Mooca, a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania e a Associação de Empreendedores Bolivianos da Rua Coimbra (Assempbol), foi assinada em 18 de novembro a portaria que autoriza a operação.

Foto: Luciano Velleda/ SMDHC

Foto: Luciano Velleda/ SMDHC

09/12/2014- São Paulo- SP, Brasil- A falta de regularização prejudicava a feira, que sofria com deficiência de sinalização, organização e definição de horários de funcionamento. Com a autorização, houve a redução do número de feirantes em acordo com a comunidade, passando de 500 para cerca de 150, assim como o estabelecimento de horário fixo, das 15h às 21h, e garantia de venda somente de produtos típicos do país. Além disso, agora, o povo boliviano conta com uma estrutura com maior segurança e trânsito para comerciantes e moradores durante a realização do evento.

Foto: Luis Vasquez/ Assempbol

Foto: Luis Vasquez/ Assempbol

09/12/2014- São Paulo- SP, Brasil- “A rua Coimbra é para o povo boliviano o que a avenida Paulista é para o paulistano. É o lugar onde nosso povo mora, trabalha, comercializa os nossos produtos e faz nossa cultura. Essa é uma conquista do povo boliviano após muitos anos de luta e achamos que será um novo tempo para os bolivianos de São Paulo”, afirmou o presidente da Assempbol, Luis Vasquez Mamani, que faz parte do Conselho Participativo Municipal, criado no ano passado.

Foto: Luis Vasquez/ Assempbol

Foto: Luis Vasquez/ Assempbol

09/12/2014- São Paulo- SP, Brasil- Na cidade, existe outra feira do povo boliviano na praça Kantuta, no Bom Retiro, que opera aos domingos e está regularizada desde 2002, mas a autorização da operação na Coimbra é especial para os bolivianos. A associação estima que mais de cem famílias do país vizinho morem na rua e por conta disso, espaços como salões de cabelereiro exibem nos letreiros “peluqueria”. Os boxes não vendem picolé ou sorvete e sim, “helado”.

Foto: Luis Vasquez/ Assempbol

Foto: Luis Vasquez/ Assempbol

09/12/2014- São Paulo- SP, Brasil- “Os bolivianos estão na rua Coimbra de segunda a segunda. É ali que está toda a realidade deles em São Paulo e é na rua que eles se relacionam. A regularização é importante para reconhecer o valor cultural da feira e deles, mas também para organizar, já que eles sofriam com a violência”, disse o coordenador de Políticas para Migrantes da Secretaria, Paulo Illes. “Queremos que os brasileiros se aproximem ainda mais e venham à feira, que hoje é praticamente só dos bolivianos. Os paulistanos devem conhecer nossa gastronomia, nossa cultura e nossa arte”, afirmou Mamani.

Galerias Relacionadas

Pesquisa Pirelli

Assine gratuitamente nossa newsletter

e receba uma pauta diária com as principais fotos do dia para download gratuito. Essa é a filosofia do Fotos Públicas!

Verifique o email que você cadastrou...