15ª Festa Literária Internacional de Paraty Flip: Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas

s no oeste paraense fica completo com a visita a um dos balneários mais importantes do Estado. A cerca de 35 quilômetros de Santarém, pela Rodovia PA-457, está Alter do Chão (foto). O bucolismo da vila onde está uma das praias mais famosas do Pará causa, de imediato, a sensação de bem-estar no visitante. FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / AG. PARÁ
O roteiro de férias da herança portuguesa que revela a identidade do povo amazônico
29 de julho de 2017
Inscrições para o vestibular indígena encerram segunda-feira, no Paraná
29 de julho de 2017
557
Compartilhe

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 - Moderno antes dos modernistas Antonio Arnoni Prado Luciana Hidalgo A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou. Mediação: Rita Palmeira Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro

28/07/2017- Paraty- Mesa 7 – Moderno antes dos modernistas
Antonio Arnoni Prado
Luciana Hidalgo
A singularidade da linguagem de Lima Barreto é evidenciada a partir de sua aversão ao bacharelesco e da visão da arte como militância, na sua escrita para jornal e nos diários do hospício. No debate, são lembrados autores que foram seus contemporâneos e autores posteriores que influenciou.
Mediação: Rita Palmeira
Foto: Walter Craveiro