8ª festa multicultural da comunidade boliviana é realizada em São Paulo

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio FBPA
Internacional vence o Grêmio por 2 X 0, no estádio Arena Beira-rio, em Porto Alegre
10 de agosto de 2014
Superlua enfeita o céu de Brasília neste domingo de Dia dos Pais
10 de agosto de 2014
542
Compartilhe
Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

10/08/2014- São Paulo- SP, Brasil- O Memorial da América Latina, zona oeste da cidade, recebe a 8ª festa multicultural da comunidade boliviana em São Paulo, Eu Amo Bolívia 2014. Realizada pela Associação Cultural Folclórica Brasil-Bolívia (ACFBB), a festa celebra o dia da Virgem de Copacabana e Urkupiña, padroeira da Bolívia, além da comemoração ao 189º aniversário de Independência do país. Durante todo o final de semana (dias 9 e 10), serão realizadas apresentações de danças e canções tradicionais das fraternidades, grupos folclóricos de bolivianos radicados em São Paulo.

Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

10/08/2014- São Paulo- SP, Brasil- O evento tem apoio da Subprefeitura da Lapa e das secretarias municipais de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) e Relações Internacionais e Federativas (SMRIF). A atual gestão da Prefeitura está comprometida com a luta pela cidadania do povo boliviano e de todas as comunidades estrangeiras que adotam a capital paulista para viver.

Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

10/08/2014- São Paulo- SP, Brasil- Nos dois dias de festa são esperadas cerca de 60 mil pessoas. Atualmente, cerca de 300 mil vivem na cidade de São Paulo, segundo estimativas da sociedade civil, dos quais mais de 63 mil em situação migratória regular.

Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

10/08/2014- São Paulo- SP, Brasil- O boliviano Edwil Lepam mora há dez anos no Brasil e foi aproveitar a festa ao lado de sua mulher, sua filha de 7 anos e o caçula de 1 ano e meio. “Essa festa está muito bonita, cada vez mais organizada e agora eu parabenizo ainda mais por não ter bebida alcoólica aqui. Acho que tudo caminha para que ela seja cada vez melhor e isso é muito bom, porque assim consegue dar mais visibilidade ao nosso povo, que tanto sofre”, afirmou.

Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP