98 anos o Instituto Vital Brasil mantém ainda hoje como pioneiro na pesquisa científica e produção antídotos contra picada cobras

Exposição no Museu de Astronomia e Ciências Afins no Rio
3 de junho de 2017
SP Cidade Linda chega à Avenida República do Líbano
3 de junho de 2017
881
Compartilhe
Foto Carlos Magno

03 06 2017Rio de Janeior RJ- Brasil-O quase centenário Instituto Vital Brazil (IVB), fundado em 1919, em Niterói, se mantém ainda hoje como pioneiro na pesquisa científica e produção de antídotos contra picada de animais peçonhentos (cobras, aranhas e escorpiões), além de outros medicamentos e vacinas. Em 2016, foram produzidas e distribuídas, via Ministério da Saúde, 132.310 ampolas, tanto desses soros quanto de doses de antirrábicas e antitetânicas. Agora, em fase de testes, os pesquisadores do IVB trabalham em um soro antiapílico – contra picada de abelhas Foto Carlos Magno

03 06 2017-Rio de Janeiro RJ- Brasil- O quase centenário Instituto Vital Brazil (IVB), fundado em 1919, em Niterói, se mantém ainda hoje como pioneiro na pesquisa científica e produção de

Foto Carlos Magno

03 06 2017Rio de Janeior RJ- Brasil-O quase centenário Instituto Vital Brazil (IVB), fundado em 1919, em Niterói, se mantém ainda hoje como pioneiro na pesquisa científica e produção de antídotos contra picada de animais peçonhentos (cobras, aranhas e escorpiões), além de outros medicamentos e vacinas. Em 2016, foram produzidas e distribuídas, via Ministério da Saúde, 132.310 ampolas, tanto desses soros quanto de doses de antirrábicas e antitetânicas. Agora, em fase de testes, os pesquisadores do IVB trabalham em um soro antiapílico – contra picada de abelhas Foto Carlos Magno

Foto Carlos Magno

03 06 2017Rio de Janeior RJ- Brasil-O quase centenário Instituto Vital Brazil (IVB), fundado em 1919, em Niterói, se mantém ainda hoje como pioneiro na pesquisa científica e produção de antídotos contra picada de animais peçonhentos (cobras, aranhas e escorpiões), além de outros medicamentos e vacinas. Em 2016, foram produzidas e distribuídas, via Ministério da Saúde, 132.310 ampolas, tanto desses soros quanto de doses de antirrábicas e antitetânicas. Agora, em fase de testes, os pesquisadores do IVB trabalham em um soro antiapílico – contra picada de abelhas Foto Carlos Magno

de animais peçonhentos (cobras, aranhas e escorpiões), além de outros medicamentos e vacinas. Em 2016, foram produzidas e distribuídas, via Ministério da Saúde, 132.310 ampolas, tanto desses soros quanto de doses de antirrábicas e antitetânicas. Agora, em fase de testes, os pesquisadores do IVB trabalham em um soro antiapílico – contra picada de abelhas Foto Carlos Magno