Ações preparam Minas para enfrentar os efeitos das mudanças climáticas previstos para 2030

Foto: Bruno Cantini/ Clube Atlético Mineiro
Pela Libertadores 2015, Atlético Mineiro perde por 1 X 0 para o Atlas no Independência
25 de fevereiro de 2015
Foto: Marcos Ozanan/Aplateia
Chuva causa alagamentos em Santana do Livramento
26 de fevereiro de 2015
556
Compartilhe
Foto: CMRR

Foto: CMRR

Foto: CMRR

Foto: CMRR

O Plano de Energia e Mudanças Climáticas (PEMC) de Minas Gerais, elaborado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente, por meio da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam), prevê a execução de 64 ações para enfrentar os efeitos agressivos do clima. As medidas, muitas delas já em andamento, foram subdivididas em seis grandes grupos (Energia, Agricultura, Florestas e outros Usos do Solo, Transportes, Indústria e Resíduos). Se aplicadas, elas vão garantir uma redução de 17% a 20% das emissões dos gases de efeito estufa até 2030.Caso as ações propostas não sejam executadas, estimativas do PEMC indicam um crescimento de cerca de 60% nas emissões e que os impactos decorrentes das mudanças climáticas para a economia estadual podem alcançar prejuízo de cerca de R$ 450 bilhões. As ações tornam-se ainda mais relevantes se considerar que a temperatura no território mineiro deve crescer entre 2°C e 4°C no período até 2030, variando conforme a região e a estação do ano. Na foto: A reciclagem de resíduos é uma ação benéfica e que pode gerar renda para famílias

Foto: Evandro Rodney

Foto: Evandro Rodney

Na foto: O Plano Estadual de Fomento Florestal vai combater o desmatamento em todo o território mineiro.

Foto: Emater

Foto: Emater

Na foto: O Programa de Recuperação de Pastagens Degradadas vai revigorar os campos e melhorar a produção

Foto: Omar Freire/Imprensa MG

Foto: Omar Freire/Imprensa MG

Na foto: Um dos objetivos do plano e suas ações é diversificar a matriz energética de Minas

Foto: DER

Foto: DER

Na foto: Estudo vai avaliar a viabilidade de construir ciclovias nas rodovias estaduais

Foto: Sisema

Foto: Sisema

Na foto O Programa Estadual de Eficiência Energética vai promover projetos sustentáveis nas indústrias