Acusados de agredir professor em shopping de Brasília são presos

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
Raúl Castro e Lula participam de debate sobre energia em Cuba
25 de fevereiro de 2014
Foto: Bruno Cantini/ Clube Atlético MG
Veja fotos do Treino do Atlético Mineiro
25 de fevereiro de 2014
711
Compartilhe
Foto: Hmenon Oliveira/ Agência Brasília

Foto: Hmenon Oliveira/ Agência Brasília

Foto: Hmenon Oliveira/ Agência Brasília

Foto: Hmenon Oliveira/ Agência Brasília

Brasília- DF, 25/02/2014- A Polícia Civil prendeu, na madrugada de hoje (25), dois acusados de terem agredido um professor de educação física, em um shopping da Asa Sul, na noite do último domingo (23). Os rapazes, de 20 e 21 anos, são primos e teriam sido abordados pela segurança do estabelecimento comercial pelo menos quatro vezes no dia do crime.

Foto: Hmenon Oliveira/ Agência Brasília

Foto: Hmenon Oliveira/ Agência Brasília

Brasília- DF, 25/02/2014- “Eles chegaram no shopping, estacionaram na faixa de pedestres e os seguranças pediram que eles mudassem de local. Depois, queriam entrar com bebida alcoólica e foram impedidos, mas acabaram entrando com a bebida escondida. O terceiro contato com os seguranças foi feito durante as agressões, e por último, na fuga”, explicou a titular da 1ª DP, Mabel Alves de Farria. Conforme lembrou a delegada, no dia da agressão, a vítima estava acompanhada por um amigo de infância que se encontrava afastado no momento do crime. Após socorrer o amigo, a testemunha voltou ao shopping e, em conversa com os seguranças, conseguiu localizar a placa do veículo utilizado na fuga.

Foto: Hmenon Oliveira/ Agência Brasília

Foto: Hmenon Oliveira/ Agência Brasília

Brasília- DF, 25/02/2014- De posse da placa, a Polícia Civil chegou ao dono do veículo, que explicou que havia vendido o carro no início do mês a um dos acusados. Após investigações, agentes da PCDF efetuaram a prisão de um dos envolvidos, de 21 anos, na saída da faculdade, em Águas Claras.

Foto: Hmenon Oliveira/ Agência Brasília

Foto: Hmenon Oliveira/ Agência Brasília

Brasília- DF, 25/02/2014- O outro, que é primo do primeiro detido, foi preso em casa, no Guará, enquanto conversava ao telefone no pilotis do prédio em que reside. Ambos foram enviados à carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE), onde ficarão à disposição da Justiça. Se condenados, eles responderão pelo crime de tentativa de homicídio qualificado sem chance de defesa por parte da vítima.