Alunos de escola técnica criam carro híbrido com revestimento orgânico, no Pará

Tudo pronto para a Virada Educacional Bahia, nesta quinta-feira nas escolas estaduais
19 de setembro de 2017
Detentos do Projeto Nascente iniciam produção para o “Feirão do Círio”, no Pará
19 de setembro de 2017
484
Compartilhe

17.09.2017- BELÉM - PARÁ-O carro híbrido, que possui um motor a energia elétrica e um movido a energia solar, o que permite reduzir a emissão de poluentes, começou a ganhar o revestimento híbrido orgânico, com alta performance anticorrosiva, desenvolvido a partir de fibras, como da palha da casca do coco, da juta e do caroço de açaí. O veículo está sendo projetado pelos professores e alunos dos cursos de Eletrotécnica e Mecânica da Escola Tecnológica Estadual Magalhães Barata, em Belém. FOTO: FERNANDO NOBRE / ASCOM SEDUC

17.09.2017- BELÉM – PARÁ-O carro híbrido, que possui um motor a energia elétrica e um movido a energia solar, o que permite reduzir a emissão de poluentes, começou a ganhar o revestimento híbrido orgânico, com alta performance anticorrosiva, desenvolvido a partir de fibras, como da palha da casca do coco, da juta e do caroço de açaí. O veículo está sendo projetado pelos professores e alunos dos cursos de Eletrotécnica e Mecânica da Escola Tecnológica Estadual Magalhães Barata, em Belém.
FOTO: FERNANDO NOBRE / ASCOM SEDUC

17.09.2017- BELÉM – PARÁ-O carro híbrido, que possui um motor a energia elétrica e um movido a energia solar, o que permite reduzir a emissão de poluentes, começou a ganhar o revestimento híbrido orgânico, com alta performance anticorrosiva, desenvolvido a partir de fibras, como da palha da casca do coco, da juta e do caroço de açaí. O veículo está sendo projetado pelos professores e alunos dos cursos de Eletrotécnica e Mecânica da Escola Tecnológica Estadual Magalhães Barata, em Belém.
FOTO: FERNANDO NOBRE / ASCOM SEDUC

17.09.2017- BELÉM – PARÁ-O carro híbrido, que possui um motor a energia elétrica e um movido a energia solar, o que permite reduzir a emissão de poluentes, começou a ganhar o revestimento híbrido orgânico, com alta performance anticorrosiva, desenvolvido a partir de fibras, como da palha da casca do coco, da juta e do caroço de açaí. O veículo está sendo projetado pelos professores e alunos dos cursos de Eletrotécnica e Mecânica da Escola Tecnológica Estadual Magalhães Barata, em Belém.
FOTO: FERNANDO NOBRE / ASCOM SEDUC

17.09.2017- BELÉM – PARÁ-O carro híbrido, que possui um motor a energia elétrica e um movido a energia solar, o que permite reduzir a emissão de poluentes, começou a ganhar o revestimento híbrido orgânico, com alta performance anticorrosiva, desenvolvido a partir de fibras, como da palha da casca do coco, da juta e do caroço de açaí. O veículo está sendo projetado pelos professores e alunos dos cursos de Eletrotécnica e Mecânica da Escola Tecnológica Estadual Magalhães Barata, em Belém.
FOTO: FERNANDO NOBRE / ASCOM SEDUC

17.09.2017- BELÉM – PARÁ-O carro híbrido, que possui um motor a energia elétrica e um movido a energia solar, o que permite reduzir a emissão de poluentes, começou a ganhar o revestimento híbrido orgânico, com alta performance anticorrosiva, desenvolvido a partir de fibras, como da palha da casca do coco, da juta e do caroço de açaí. O veículo está sendo projetado pelos professores e alunos dos cursos de Eletrotécnica e Mecânica da Escola Tecnológica Estadual Magalhães Barata, em Belém.
FOTO: FERNANDO NOBRE / ASCOM SEDUC

17.09.2017- BELÉM – PARÁ-O carro híbrido, que possui um motor a energia elétrica e um movido a energia solar, o que permite reduzir a emissão de poluentes, começou a ganhar o revestimento híbrido orgânico, com alta performance anticorrosiva, desenvolvido a partir de fibras, como da palha da casca do coco, da juta e do caroço de açaí. O veículo está sendo projetado pelos professores e alunos dos cursos de Eletrotécnica e Mecânica da Escola Tecnológica Estadual Magalhães Barata, em Belém.
FOTO: FERNANDO NOBRE / ASCOM SEDUC