Após Metrô, Sabesp e CPTM, governo decreta sigilo de dados da PM

Foto: Bruno Cantini/Atlético MG
Atlético-MG vence o Inter e encosta de vez no Corinthians
15 de outubro de 2015
Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil
Morre coronel Ustra, ex-comandante do DOI-Codi de São Paulo
15 de outubro de 2015
384
Compartilhe
Foto: Diogo Moreira/A2 FOTOGRAFIA

Foto: Diogo Moreira/A2 FOTOGRAFIA

Foto: Nelson Almeida/Governo do Estado de SP

Foto: Nelson Almeida/Governo do Estado de SP

15/10/2015 – São Paulo – SP, Brasil – Além de dados do Metrô, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado), o governo de São Paulo decretou o sigilo de documentos da PM (Polícia Militar).O carimbo não vale só para papéis que possam colocar a população em risco – como prevê a lei – mas também para informações financeiras e administrativas da PM.Os sigilos variam entre 5 e 15 anos e impedem, por exemplo, a divulgação de dados como planejamento e execuções orçamentárias, agenda do comandante-geral e distribuição do efetivo em bairros onde há mais registro de crimes.Procurada, a PM afirma que a medida foi adotada após uma criteriosa análise que leva em conta fatores como segurança das pessoas e estratégias operacionais.

Foto: Diogo Moreira/A2 FOTOGRAFIA

Foto: Diogo Moreira/A2 FOTOGRAFIA