Barreira sanitária na divisa com Bertioga

Starlink Mission
26 de março de 2021
Coletiva de imprensa com o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação e com o Ministro da Saúde
26 de março de 2021
98
Compartilhe

O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, acompanhou nesta sexta-feira (26), o bloqueio sanitário realizado em Boraceia, divisa com a cidade de Bertioga, determinado por ele com o objetivo de conter o aumento de pessoas no município e evitar a ampliação da transmissão de Covid-19.

Felipe determinou a intensificação da fiscalização, com a realização dos bloqueios sanitários, também nesta sexta-feira e nos finais de semana (até o dia 4 de abril), devido a possibilidade de aumento de pessoas na cidade, estimuladas pelo megaferiado decretado por cidades do Estado de São Paulo para os próximos dias. A prefeitura divulgará um balanço das atividades da barreira.

Em live, hoje à tarde, o prefeito de São Sebastião, observou um grande fluxo de turistas chegando na divisa do município com Bertioga, na barreira sanitária. A fila chegava, naquele momento em Guaratuba. O prefeito falou sobre a chegada de pessoas ao litoral, “A situação é complexa, as pessoas não estão tendo consciência do que está acontecendo. Faço novamente um apelo para você, que mora fora e pretende vir para o litoral, não fazer isso. Estamos muito preocupados, pois daqui a pouco vai começar a ter gente nos corredores dos hospitais, e isso ninguém quer”. Alertou o prefeito.

Felipe lembrou que os bloqueios sanitários e a testagem dos visitantes estão entre as medidas adotadas para o enfrentamento à doença. Dentro da barreira, os passageiros de carros com placas de outras cidades recebem orientação relativa à pandemia, respondem questionário para controle epidemiológico e têm a temperatura aferida. A prefeitura também realiza a desinfecção dos pneus com uma solução à base de hipoclorito de sódio, que destrói a estrutura molecular do coronavírus. Além de tudo isso, ainda é feita uma testagem rápida para Covid-19. Se o resultado for positivo, a pessoa é devidamente orientada a retornar para sua casa, em sua cidade de origem, onde deverá procurar uma unidade de saúde e realizar a quarentena domiciliar.

Felipe Augusto baixou ainda o decreto número 8152, que em seu artigo 5, inciso 1º, determina que os hóspedes de hotéis e pousadas somente poderão ser hospedados mediante apresentação de laudo laboratorial, no momento do check-in (chegada) com resultado negativo de teste RT-PCR, realizado no máximo 48 horas, antes da chegada. “Não serão admitidos visitantes positivados. Hotéis, pousadas e estabelecimentos similares só poderão admitir hóspedes se estes apresentarem um laudo laboratorial com resultado negativo para coronavírus”. Reafirmou o prefeito.

Reforço

A partir de amanhã (27), além do bloqueio sanitário, será reforçada a fiscalização dos hotéis, pousadas, casas de aluguel, inclusive as contratadas por serviços online, como Airbnb.

O bloqueio sanitário se estenderá até o dia 04 de abril, nos dias de intenso fluxo de carros e conforme demanda gerada pela movimentação nas estradas. A barreira sanitária e testagem, em São Sebastião, é realizada em parceria com a ETS Escola Técnica e com a Polícia Militar do Estado de São Paulo, e por meio das secretarias de Serviços Públicos (SESEP) – Regional Boraceia, de Saúde (SESAU) – Departamento de Vigilância em Saúde (Sanitária e Epidemiológica), de Segurança Urbana (SEGUR) – Guarda Civil Municipal (GCM), Departamento de Tráfego (DETRAF) e Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC), e Fundação de Saúde Pública (FSPSS).

DENÚNCIAS!

A Prefeitura tem solicitado o apoio e colaboração de toda a população no enfrentamento à Covid-19. Por isso, a prefeitura pede que denuncie festas, eventos e aglomeração de pessoas pelos telefones 153, 190 ou 199.

 Fechamento de acessos

Nesta sexta-feira (26), a Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Serviços Públicos, começou a deixar um único acesso em cada praia, fechando as demais entradas com tapumes. A entrada que será mantida será destinada apenas para quem quiser fazer atividade física individual, como caminhada, surfe, stand-up, etc. As pessoas que estiverem com guarda-sol e cadeira serão retiradas das praias.

A medida tem respaldo no Decreto Municipal nº 8143/2021, que trata sobre a Fase Emergencial do Plano SP e que proíbe o uso de praias, parques e espaços coletivos, entre outras providências.