Bloqueio visa impedir entrada de pessoas contaminadas na cidade de São Sebastião

Fluminense treina esta manhã no CT Carlos Castilho.
1 de abril de 2021
Cruzeiro x Tombense, pelo Campeonato Mineiro, no estádio Mineirão em Belo Horizonte.
1 de abril de 2021
50
Compartilhe
O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, intensificou, nesta quinta e na sexta-feira (1º e 2 de abril), dias da véspera e do feriado da Páscoa, uma operação de 24 horas de combate à Covid-19, em Boraceia, na Costa Sul, divisa com Bertioga.
A barreira sanitária, que visa impedir a entrada de pessoas contaminadas no município, começou às 8h e conta com a participação das Secretarias de Saúde (SESAU), de Segurança Urbana (SEGUR) e Serviços Públicos (SESEP), da Fundação de Saúde Pública (FSPSS), com a colaboração da Polícia Militar e Polícia Rodoviária do Estado de São Paulo, e parceria com a ETS Escola Técnica.
“Com essas barreiras, pretendemos salvaguardar vidas da nossa população, ao restringir o acesso de pessoas contaminadas dentro de nosso território. Assim poderemos conter a expansão da Covid-19 na cidade”. Explicou Felipe Augusto.
Esse bloqueio consiste na abordagem de veículos com placas de outros municípios, de fora do Litoral Norte, prestadores de serviço e de serviços essenciais.
São feitas orientações sobre a pandemia e a situação do sistema de saúde pública da cidade. Também é feito um questionário e aferição da temperatura corporal dos integrantes do veículo. Os pneus dos carros são desinfetados com uma solução à base de hipoclorito de sódio.
É realizada a testagem rápida para detectar Covid-19 por amostragem. Pessoas com resultado positivo para coronavírus são orientadas a retornar à sua cidade de origem e realizar quarentena domiciliar.
Os visitantes que possuírem exame laboratorial RT-PCR, realizado no máximo 48 horas antes da chegada, atestando negativo ou carteira de vacinação de Covid-19 deverão apresentar os documentos aos agentes da barreira sanitária. Porém, não serão retirados da fila antecipadamente.