Camponeses e camponesas de diversas áreas da Reforma Agraria Popular distribuíram cerca de seis toneladas de alimentos aos povos indígenas

Precisamos de Você
20 de julho de 2020
Reabertura do Horto Florestal após flexibilização da quarentena da covid-19, na zona norte de SP
20 de julho de 2020
380
Compartilhe

Porto Real do Colégio /Alagoas- 20 07 2020 Camponeses e camponesas de diversas áreas da Reforma Agraria Popular distribuíram cerca de seis toneladas de alimentos aos povos indígenas Pankariri e Kariri Xocó, no município de Porto Real do Colégio, região agreste do estado de Alagoas. De acordo com Débora Nunes, da coordenação nacional do MST, a doação compõe mais uma ação de solidariedade do Movimento durante a quarentena e reforça a importância da sua realização no momento atual. “É importante reforçar a solidariedade, sobretudo nesse tempo de pandemia, onde o governo lança-se em ofensiva contra os trabalhadores e trabalhadoras, contra os direitos dos povos indígenas, quilombolas e sem terra”, explica.Segundo Débora, as doações que o MST vem realizando durante a pandemia provada pela COVID-19 vão no caminho oposto daquilo que é realizado pelo governo, que age pela destruição dos povos. “Estamos fazendo o caminho inverso, por que nós temos a compreensão e a clareza que a solidariedade pode salvar o mundo. É a organização, a força e a luta da classe trabalhadora de forma geral, e dos povos do campo e da cidade” comenta. Foto: Vinícius Braga

Vinícius Braga

Vinícius Braga

Vinícius Braga