Camponeses e camponesas de diversas áreas da Reforma Agraria Popular distribuíram cerca de seis toneladas de alimentos aos povos indígenas

215

Porto Real do Colégio /Alagoas- 20 07 2020 Camponeses e camponesas de diversas áreas da Reforma Agraria Popular distribuíram cerca de seis toneladas de alimentos aos povos indígenas Pankariri e Kariri Xocó, no município de Porto Real do Colégio, região agreste do estado de Alagoas. De acordo com Débora Nunes, da coordenação nacional do MST, a doação compõe mais uma ação de solidariedade do Movimento durante a quarentena e reforça a importância da sua realização no momento atual. “É importante reforçar a solidariedade, sobretudo nesse tempo de pandemia, onde o governo lança-se em ofensiva contra os trabalhadores e trabalhadoras, contra os direitos dos povos indígenas, quilombolas e sem terra”, explica.Segundo Débora, as doações que o MST vem realizando durante a pandemia provada pela COVID-19 vão no caminho oposto daquilo que é realizado pelo governo, que age pela destruição dos povos. “Estamos fazendo o caminho inverso, por que nós temos a compreensão e a clareza que a solidariedade pode salvar o mundo. É a organização, a força e a luta da classe trabalhadora de forma geral, e dos povos do campo e da cidade” comenta. Foto: Vinícius Braga

Vinícius Braga

Vinícius Braga

Vinícius Braga