Cem anos da primeira greve geral no Brasil

    37
    Cem anos da 1ª greve geral no Brasil | Homenagem ao sapateiro anarcossindicalista José Martinez, assassinado a tiros pela Força Pública em 1917. Em sua memória, foi instituído no calendário paulistano ‘O Dia da Luta Operária’, celebrado todo 9 de julho .O escritor, historiador, fundador da Ação Libertadora Nacional e ex-senador na Itália, José Luiz Del Roio, deu uma aula sobre o tema e pôde falar sobre seu trabalho de pesquisa que resultou no livro ‘A Greve de 1917 – Os trabalhadores entram em cena’.Foto Roberto Parizotti
    Cem anos da 1ª greve geral no Brasil | Homenagem ao sapateiro anarcossindicalista José Martinez, assassinado a tiros pela Força Pública em 1917. Em sua memória, foi instituído no calendário paulistano ‘O Dia da Luta Operária’, celebrado todo 9 de julho .O escritor, historiador, fundador da Ação Libertadora Nacional e ex-senador na Itália, José Luiz Del Roio, deu uma aula sobre o tema e pôde falar sobre seu trabalho de pesquisa que resultou no livro ‘A Greve de 1917 – Os trabalhadores entram em cena’.Foto Roberto Parizotti
    Cem anos da 1ª greve geral no Brasil | Homenagem ao sapateiro anarcossindicalista José Martinez, assassinado a tiros pela Força Pública em 1917. Em sua memória, foi instituído no calendário paulistano ‘O Dia da Luta Operária’, celebrado todo 9 de julho .O escritor, historiador, fundador da Ação Libertadora Nacional e ex-senador na Itália, José Luiz Del Roio, deu uma aula sobre o tema e pôde falar sobre seu trabalho de pesquisa que resultou no livro ‘A Greve de 1917 – Os trabalhadores entram em cena’.Foto Roberto Parizotti
    Cem anos da 1ª greve geral no Brasil | Homenagem ao sapateiro anarcossindicalista José Martinez, assassinado a tiros pela Força Pública em 1917. Em sua memória, foi instituído no calendário paulistano ‘O Dia da Luta Operária’, celebrado todo 9 de julho .O escritor, historiador, fundador da Ação Libertadora Nacional e ex-senador na Itália, José Luiz Del Roio, deu uma aula sobre o tema e pôde falar sobre seu trabalho de pesquisa que resultou no livro ‘A Greve de 1917 – Os trabalhadores entram em cena’.Foto Roberto Parizotti
    Cem anos da 1ª greve geral no Brasil | Homenagem ao sapateiro anarcossindicalista José Martinez, assassinado a tiros pela Força Pública em 1917. Em sua memória, foi instituído no calendário paulistano ‘O Dia da Luta Operária’, celebrado todo 9 de julho .O escritor, historiador, fundador da Ação Libertadora Nacional e ex-senador na Itália, José Luiz Del Roio, deu uma aula sobre o tema e pôde falar sobre seu trabalho de pesquisa que resultou no livro ‘A Greve de 1917 – Os trabalhadores entram em cena’.Foto Roberto Parizotti
    Cem anos da 1ª greve geral no Brasil | Homenagem ao sapateiro anarcossindicalista José Martinez, assassinado a tiros pela Força Pública em 1917. Em sua memória, foi instituído no calendário paulistano ‘O Dia da Luta Operária’, celebrado todo 9 de julho .O escritor, historiador, fundador da Ação Libertadora Nacional e ex-senador na Itália, José Luiz Del Roio, deu uma aula sobre o tema e pôde falar sobre seu trabalho de pesquisa que resultou no livro ‘A Greve de 1917 – Os trabalhadores entram em cena’.Foto Roberto Parizotti
    Cem anos da 1ª greve geral no Brasil | Homenagem ao sapateiro anarcossindicalista José Martinez, assassinado a tiros pela Força Pública em 1917. Em sua memória, foi instituído no calendário paulistano ‘O Dia da Luta Operária’, celebrado todo 9 de julho .O escritor, historiador, fundador da Ação Libertadora Nacional e ex-senador na Itália, José Luiz Del Roio, deu uma aula sobre o tema e pôde falar sobre seu trabalho de pesquisa que resultou no livro ‘A Greve de 1917 – Os trabalhadores entram em cena’.Foto Roberto Parizotti
    Cem anos da 1ª greve geral no Brasil | Homenagem ao sapateiro anarcossindicalista José Martinez, assassinado a tiros pela Força Pública em 1917. Em sua memória, foi instituído no calendário paulistano ‘O Dia da Luta Operária’, celebrado todo 9 de julho .O escritor, historiador, fundador da Ação Libertadora Nacional e ex-senador na Itália, José Luiz Del Roio, deu uma aula sobre o tema e pôde falar sobre seu trabalho de pesquisa que resultou no livro ‘A Greve de 1917 – Os trabalhadores entram em cena’.Foto Roberto Parizotti