Ações de combate às queimadas em áreas próximas às cidades de Corumbá e Ladário.

Armazém do Campo, em SP, completa quatro anos com delivery em meio à pandemia
27 de julho de 2020
O primeiro-ministro Boris Johnson no Canal Side Heritage Centre em Beeston
28 de julho de 2020
235
Compartilhe

Corumbá MS 78 07 2020- Centro de Operações Pantanal, no Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), foram programadas para esta segunda-feira, 27, ações de combate às queimadas em áreas próximas às cidades de Corumbá e Ladário.
Com emprego das aeronaves da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e Força Aérea Brasileira, será realizado o transporte de militares e bombeiros militares para o combate das queimadas nas regiões Laranjeiras, próximo a Jatobazinho, e Castelo
Nas áreas de difícil acesso, onde não há local para pouso das aeronaves, será empregada a aeronave C-130 Hércules, da Força Aérea Brasileira, munido do sistema de combate a incêndio “Modular Airbone Fire Fighting System” (MAFFS). O avião cargueiro tem capacidade de despejar até 12 mil litros de água em cada sobrevoo.
Está previsto para hoje, ainda, voo de reconhecimento com as aeronaves UH-12 e UH-15 na região Sul de Corumbá, nas proximidades de Forte Coimbra, e na região Norte, na Serra do Amolar, para posterior planejamento das ações de combate.
Combate ao fogo As ações de apoio do Ministério da Defesa tiveram início na manhã de sábado (25). Em reunião realizada com o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul e representantes do Ibama em Corumbá, foi discutido o apoio da Marinha do Brasil (MB) nas ações de combate com a utilização de helicópteros em voos de reconhecimento, transporte de brigadistas e lançamentos de água com utilização do bambi bucket.

Pela manhã, foi realizado sobrevoo de reconhecimento com uma aeronave do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Oeste, Organização Militar subordinada ao Com6ºDN, nas regiões mais afetadas dos municípios de Corumbá e Ladário-MS.O combate teve início no domingo e estão previstas, ao longo da semana, ações com as aeronaves Hercules C-130, da Força Aérea Brasileira, que irá operar de Campo Grande com a utilização do sistema de combate à incêndio “Modular Airbone Fire Fighing System” (MAFFS) e helicóptero Super Cougar, da MB, que partirá de Ladário.foto CBMS

CBMS

CBMS

CBMS

CBMS

CBMS

CBMS

CBMS