Cervejarias da região serrana do Rio de Janeiro ganham rota de visitação

Foto: Evandro Rodney/Imprensa MG
Parque Estadual da Serra do Brigadeiro na região da Zona da Mata, Minas Gerais
22 de novembro de 2014
Foto: Clarice Castro/ GERJ
Operação Verão reforça segurança da orla da Zona Sul do Rio de Janeiro
22 de novembro de 2014
2049
Compartilhe
Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Petrópolis- Rj, Brasil- A cultura cervejeira fluminense ganhou um incremento inédito. Na última terça-feira (18/11), foi lançada a Rota Cervejeira, iniciativa que visa fomentar o setor de cervejas artesanais e especiais, organizando visitações turísticas a fábricas da Região Serrana. O projeto vai oferecer pacotes com roteiros elaborados e comercializados por agências de turismo, que incluem visitações a cervejarias e degustações. O governador Luiz Fernando Pezão participou do lançamento da rota.”O projeto, que une gastronomia e cerveja artesanal, gera emprego e renda para uma região que foi afetada por temporais. O Governo do Estado apoia os produtores e empresários do setor. Vamos ajudar a aumentar a produção da bebida”, explicou o governador.

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Petrópolis- Rj, Brasil- Criada pela iniciativa privada, a Rota Cervejeira receberá R$ 8 milhões em investimentos do Governo do Estado, do Sebrae e das prefeituras. Serão mais de 15 cervejarias participantes, incluindo grandes representantes do setor como a Bohemia e a Petrópolis, que também fabricam produtos premium.”O novo serviço, além de estimular a cultura cervejeira no estado, vai permitir a interação do visitante, que poderá conhecer e participar do processo de fabricação da bebida”, disse o secretário de Turismo, Cláudio Magnavita. Ao Ministério do Turismo caberá o reforço na divulgação do novo produto, que segundo o ministro da pasta, Vinícius Lages, reúne padrão internacional. “Com esse roteiro cervejeiro, coloca-se mais um produto na estante de ofertas turísticas do Rio. Temos uma produção de muita qualidade nas cidades de Petrópolis, Teresópolis e Friburgo. O produto já está bem formatado, agora é preciso divulgá-lo e associá-lo aos outros potenciais da região, como o ecoturismo”, afirmou o ministro.

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Petrópolis- Rj, Brasil- Consultor da Rota Cervejeira, Alexandre Zubaran enfatizou que a cerveja é o grande impulsionador da economia do estado. A expectativa é de que o Rio passe da sexta para a segunda posição no ranking de produtores da bebida.”Cerveja movimenta diversos setores e é um multiplicador de emprego. Agradeço ao Governo do Estado pelos incentivos fiscais e apoio ao setor cervejeiro”, disse Zubaram. Segundo o secretário de Turismo de Nova Friburgo e um dos idealizadores da Rota Cervejeira, Nauro Grehs, o projeto vai incluir também parcerias com restaurantes da região, onde o visitante poderá degustar os produtos. Atualmente, o setor gera 3 mil empregos diretos e 20 mil indiretos na região. A expectativa é de que o polo receba 150 mil visitantes por ano, sendo 50 mil apenas em Nova Friburgo.”Além das visitas às cervejarias, vamos incluir restaurantes e bares na rota. Garçons e maitres já estão sendo treinados por sommeliers de cerveja por meio da parceria entre o Senac e o Senai”, disse Nauro Grehs.

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Petrópolis- Rj, Brasil- Desde agosto, as microcervejarias podem se beneficiar pela lei sancionada pelo Governo do Estado para redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviço). São contempladas fábricas que produzem até 3 milhões de litros anuais de cerveja ou chope artesanal que contenham, no mínimo, 90% de cereais malteados ou extrato de malte e que vendem até 200 mil litros por mês dos produtos.

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Petrópolis- Rj, Brasil- A diminuição da tributação, de 25% para 13%, pretende estimular a economia e desenvolver o setor, cujo mercado consumidor vem crescendo cerca de 20% ao ano no país, e ajudar a criação de uma cultura cervejeira.”É importante desonerar o setor produtivo para auxiliar no desenvolvimento econômico, e gerar novos empregos. Um exemplo foi o setor de bares e restaurantes, reduzindo o ICMS de 4% para 2%, aumentando a receita das empresas”, explicou o governador.