Cimam auxilia no combate ao desmatamento na Amazônia

Cartilha orienta sobre coleta seletiva de lixo nas escolas, no Pará
28 de dezembro de 2017
Moradores do Baixo Tocantins ganharão hospital referência em atendimento materno infantil
28 de dezembro de 2017
1114
Compartilhe
As ações de gestão ambiental, que envolvem a proteção dos recursos naturais do Pará, desenvolvidas pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) em 2017, resultaram na queda da taxa de desmatamento, constatada pelos dados do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe). Somente no território paraense da Floresta Amazônica o desmatamento diminuiu 19%. Entre 1º de agosto de 2016 e 31 de julho de 2017, foram 2.413 km² de desmatamento, 579 km² menos do que no mesmo período do ano anterior, quando o desmatamento da floresta no Pará foi de 2.992 km². Esta foi a maior redução em área desmatada divulgada este ano, dentre os nove Estados que compõem a Amazônia Legal. FOTO: CRISTINO MARTINS / ARQUIVO / AG. PARÁ

O Governo do Pará inaugurou (foto), na manhã desta sexta-feira, 31, o Centro Integrado de Monitoramento Ambiental Gabriel Guerreiro (CIMAM), que tem como objetivo a coleta de dados e produção de conhecimento sobre os fatores que geram impacto no meio ambiente. O governador Simão Jatene, acompanhado do Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho e de outras autoridades, participou do evento, após encontro no Palácio do Governo onde foi apresentada a plataforma de funcionamento do CIMAM. FOTO: ANTÔNIO SILVA / AG. PARÁ DATA: 31.03.2017 BELÉM – PARÁ

As ações de gestão ambiental, que envolvem a proteção dos recursos naturais do Pará, desenvolvidas pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) em 2017, resultaram na queda da taxa de desmatamento, constatada pelos dados do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe). Somente no território paraense da Floresta Amazônica o desmatamento diminuiu 19%. Entre 1º de agosto de 2016 e 31 de julho de 2017, foram 2.413 km² de desmatamento, 579 km² menos do que no mesmo período do ano anterior, quando o desmatamento da floresta no Pará foi de 2.992 km². Esta foi a maior redução em área desmatada divulgada este ano, dentre os nove Estados que compõem a Amazônia Legal. FOTO: CRISTINO MARTINS / ARQUIVO / AG. PARÁ

As ações de gestão ambiental, que envolvem a proteção dos recursos naturais do Pará, desenvolvidas pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) em 2017, resultaram na queda da taxa de desmatamento, constatada pelos dados do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe). Somente no território paraense da Floresta Amazônica o desmatamento diminuiu 19%. Entre 1º de agosto de 2016 e 31 de julho de 2017, foram 2.413 km² de desmatamento, 579 km² menos do que no mesmo período do ano anterior, quando o desmatamento da floresta no Pará foi de 2.992 km². Esta foi a maior redução em área desmatada divulgada este ano, dentre os nove Estados que compõem a Amazônia Legal. FOTO: CRISTINO MARTINS / ARQUIVO / AG. PARÁ

O Governo do Pará inaugurou (foto), na manhã desta sexta-feira, 31, o Centro Integrado de Monitoramento Ambiental Gabriel Guerreiro (CIMAM), que tem como objetivo a coleta de dados e produção de conhecimento sobre os fatores que geram impacto no meio ambiente. O governador Simão Jatene, acompanhado do Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho e de outras autoridades, participou do evento, após encontro no Palácio do Governo onde foi apresentada a plataforma de funcionamento do CIMAM. FOTO: CLÁUDIO SANTOS / AG. PARÁ DATA: 31.03.2017 BELÉM – PARÁ

O Governo do Pará inaugurou (foto), na manhã desta sexta-feira, 31, o Centro Integrado de Monitoramento Ambiental Gabriel Guerreiro (CIMAM), que tem como objetivo a coleta de dados e produção de conhecimento sobre os fatores que geram impacto no meio ambiente. O governador Simão Jatene, acompanhado do Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho e de outras autoridades, participou do evento, após encontro no Palácio do Governo onde foi apresentada a plataforma de funcionamento do CIMAM. FOTO: ANTÔNIO SILVA / AG. PARÁ DATA: 31.03.2017 BELÉM – PARÁ

As ações de gestão ambiental, que envolvem a proteção dos recursos naturais do Pará, desenvolvidas pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) em 2017, resultaram na queda da taxa de desmatamento, constatada pelos dados do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe). Somente no território paraense da Floresta Amazônica o desmatamento diminuiu 19%. Entre 1º de agosto de 2016 e 31 de julho de 2017, foram 2.413 km² de desmatamento, 579 km² menos do que no mesmo período do ano anterior, quando o desmatamento da floresta no Pará foi de 2.992 km². Esta foi a maior redução em área desmatada divulgada este ano, dentre os nove Estados que compõem a Amazônia Legal. FOTO: CRISTINO MARTINS / ARQUIVO / AG. PARÁ

O Governo do Pará inaugurou (foto), na manhã desta sexta-feira, 31, o Centro Integrado de Monitoramento Ambiental Gabriel Guerreiro (CIMAM), que tem como objetivo a coleta de dados e produção de conhecimento sobre os fatores que geram impacto no meio ambiente. O governador Simão Jatene, acompanhado do Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho e de outras autoridades, participou do evento, após encontro no Palácio do Governo onde foi apresentada a plataforma de funcionamento do CIMAM. FOTO: ANTÔNIO SILVA / AG. PARÁ DATA: 31.03.2017 BELÉM – PARÁ