Circuito Mundial Feminino de Vôlei de Praia: Larissa e Talita avançam à final em Moscou; Juliana/Taiana disputa o bronze

Foto: Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians
Treino do Corinthians, no CT do Náutico, em Recife
28 de maio de 2016
Foto: Foto Studio Colombo/ Pirelli
Treinos classificatórios para o GP de Mônaco de Fórmula 1, no circuito de Monte Carlo
28 de maio de 2016
499
Compartilhe
Foto: FIVB

Foto: FIVB

Foto: FIVB

Foto: FIVB

28/05/2016- Moscou- Rússia- O Brasil está na final do torneio feminino no Grand Slam de Moscou, na Rússia. Larissa e Talita (PA/AL), campeãs na capital russa em 2015, venceram seus jogos pelas quartas de final e semifinal neste sábado (28.05), avançando à 13ª decisão de etapa internacional do time. Elas encaram as norte-americanas Kerri Walsh e April Ross no domingo (29.05), às 11h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV3. Juliana e Taiana (CE) venceram o primeiro jogo do sábado, nas quartas de final, mas acabaram superadas pelas norte-americanas Walsh e Ross na semifinal e disputarão o bronze. Elas encaram as canadenses Sarah Pavan e Bansley também neste domingo, a partir das 10h (de Brasília). Será o primeiro duelo entre os times.

Foto: FIVB

Foto: FIVB

28/05/2016- Moscou- Rússia- Será o terceiro confronto entre Larissa/Talita e Walsh/Ross. Os outros dois jogos também foram em finais, com as brasileiras levando a melhor no Grand Slam de Long Beach (EUA), em 2015, e no Open de Vitória, em março deste ano. Nas duas oportunidades a dupla brasileira venceu por 2 sets a 0. As duas duplas chegam invictas à final, com seis vitórias. Além disso, em seis torneios disputados na Rússia, Larissa garantiu a sexta medalha e brincou com o fato.

Foto: FIVB

Foto: FIVB

28/05/2016- Moscou- Rússia- “Seis não é meu número da sorte. Ser meu número 1 é meu número da sorte. Eu quero vencer cada partida, cada torneio que disputo. Ser a primeira é meu objetivo em tudo que faço”, disse a capixaba. Talita também analisou a classificação. “Jogamos muito bem durante a semana e as canadenses realmente foram bem no segundo set e em grande parte do tie-break. Reverter com aquela sequência de seis pontos foi incrível para nós”, destacou. Larissa e Talita começaram o dia superando as alemãs Karla Borger e Britta Buthe nas quartas de final, por 2 sets a 0 (22/20, 21/10), em 34 minutos. Foi uma revanche da eliminação das brasileiras no Grand Slam do Rio, quando as alemãs venceram nas oitavas. Horas depois, na semifinal, vitória das atuais bicampeãs brasileiras sobre as canadenses Sarah Pavan e Heather Bansley por 2 sets a 1 (21/15, 15/21, 15/12), em 41 minutos de partida. Larissa e Talita defendem uma invencibilidade em finais do Circuito Mundial. Desde que se uniram, em junho de 2014, atuaram em 20 torneios e venceram as 12 decisões que disputaram. As norte-americanas Walsh e Ross, em 26 torneios disputados, venceram nove finais, além de terem duas pratas e dois bronzes.

Foto: FIVB

Foto: FIVB

28/05/2016- Moscou- Rússia- Juliana e Taiana começaram o dia superando as suíças Joana Heidrich e Nadine Zumkehr por 2 sets a 0 (21/19, 21/14), em 37 minutos, na fase de quartas de final. Na semifinal, jogaram bem, mas acabaram superadas por 2 sets a 0 (21/16, 22/20) para Walsh e Ross, em 37 minutos. O Brasil lidera o quadro de medalhas na Rússia, que também já contou ao longo dos anos com etapas em São Petersburgo e Anapa. São 16 medalhas entre os homens (seis de ouro, cinco de prata e cinco bronzes) e 15 entre as mulheres (seis de ouro, cinco de prata e quatro de bronze). Moscou já foi sede de 10 etapas do Circuito Mundial e, desde 2008, recebe um Grand Slam por temporada. Os times vencedores da etapa de Moscou nos dois gêneros somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial e garantem um prêmio de 57 mil dólares. Ao todo, 400 mil dólares são distribuídos aos atletas. Após Moscou, o tour segue para a Alemanha, com o Major Series de Hamburgo, última etapa que contabiliza pontos ao ranking olímpico.