Colheita do capim dourado no Parque Estadual do Jalapão (PEJ) e na Área de Proteção Ambiental (APA)

O líder da oposição na Rússia, Alexei Navalny, envenenado, recebe alta médica
23 de setembro de 2020
Visita ao campo de refugiados Moria na Grécia
23 de setembro de 2020
247
Compartilhe

Jalapão TO 23 09 2020 Nesta semana, o Governo do Tocantins, por meio de equipes do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), continua o monitoramento da colheita do capim dourado no Parque Estadual do Jalapão (PEJ) e na Área de Proteção Ambiental (APA) do Jalapão a fim de garantir a colheita consciente e coibir o tráfico do capim. O monitoramento também é fundamental para controlar possíveis incêndios que possam eventualmente prejudicar a colheita na região.Atualmente, cerca de 850 extrativistas de oito associações estão autorizados pelo Naturatins para trabalharem nos campos de colheita. O biólogo Thomás Tanaka, técnico do PEJ, explica como funciona o processo para que coletores e coletoras realizem o trabalho neste período de colheita que iniciou no domingo, 20, e prossegue até o dia 30 de outubro. “O documento de autorização para colheita e transporte do capim dourado e buriti é emitido para extrativistas e artesãos devidamente vinculados às associações ou cooperativas cadastradas no Naturatins. No Jalapão, o órgão realizou este ano a revalidação e a renovação das licenças para que os coletores estivessem aptos a realizar a atividade”, informa o biólogo foto Naturatins GOVTO

Naturatins GOVTO

Naturatins GOVTO

Naturatins GOVTO