Conselho Regional de Medicina e Sindicato dos Médicos fazem ato público no Rio de Janeiro

Foto: George Gianni/ PSDB (29/11/2013)
Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (5) pelo jornal “Folha de S.Paulo” indica a intenção de voto para presidente
7 de abril de 2014
Câmara dos Deputados realiza Sessão Solene em Homenagem à Campanha da Fraternidade 2014
7 de abril de 2014
535
Compartilhe
Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Rio de Janeiro- RJ, 07/04/2014- No Dia Mundial da Saúde, o Conselho Regional de Medicina e o Sindicato dos Médicos fazem ato público para denunciar a situação dos hospitais e dos profissionais do setor.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Rio de Janeiro- RJ, 07/04/2014- No Dia Mundial da Saúde, lembrado hoje (7), médicos de todo o país devem ir às ruas pedindo mais recursos para o setor, o reajuste imediato da Tabela do Sistema Único de Saúde (SUS) e a aprovação do Projeto de Lei de Iniciativa Popular Saúde+10, que pede a vinculação de 10% da receita bruta da União à saúde (PLP 321/2013).

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Rio de Janeiro- RJ, 07/04/2014- De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), também é reivindicada a criação de uma carreira pública e a chamada desprecarização do trabalho médico.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Rio de Janeiro- RJ, 07/04/2014- “Os profissionais exigem a realização de concurso público com salário adequado; plano de cargos, carreira e vencimentos; maior financiamento para a saúde; melhores condições de trabalho; e atendimento adequado para a população”, informou.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Rio de Janeiro- RJ, 07/04/2014- No Rio de Janeiro, a categoria faz uma suspensão relâmpago de atendimentos. Foi anunciado ainda um ato público exigindo melhores condições de trabalho no SUS.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Rio de Janeiro- RJ, 07/04/2014- No período do protesto, previsto para ocorrer na Cinelândia, haverá paralisação dos serviços eletivos, sendo mantidos os atendimentos de urgência, emergência e oncológicos.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil