Cooperativa de detentas do CRF produz peças exclusivas para o Círio de Nazaré, no Pará

Em Brasília, ministros do STF retomam o julgamento do recurso em que se discute a validade jurídica da desaposentação
9 de outubro de 2014
O poeta maranhense, Ferreira Gullar, é eleito para a Acadêmia Brasileira de Letras
9 de outubro de 2014
2026
Compartilhe
Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

09/10/2014- Belém- PA, Brasil- Garrafas, enfeites para porta, guirlandas e as tradicionais blusas customizadas com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, tudo feito com muito carinho e esmero pelas 22 internas que integram a Cooperativa de Trabalho Arte Feminina Empreendedora (Coostafe). A linha de produção, com tema do Círio, foi intensificada no início da semana. “Decidimos fazer algumas guirlandas – que são comuns nas festas de final de ano – com o tema do Círio, que é considerado o Natal dos paraenses, além das camisas que são peças obrigatórias para quem é devoto de Nossa Senhora”, explica a presidente da Coostafe, Risoneide Pereira, presidente da cooperativa.

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

09/10/2014- Belém- PA, Brasil- Franciane do Espirito Santo, 36 anos, faz parte da cooperativa há apenas quatro meses. Devota de Nossa Senhora de Nazaré, ela conta que está feliz em poder fazer esse trabalho. “Antes de entrar para a Coostafe eu nem sabia fazer artesanato e agora estou bordando blusas com a imagem da minha padroeira. Eu gosto muito de trabalhar e é mais gratificante ainda poder exercer esse dom que Deus me deu, com fé na mãe de Jesus”, disse a interna.

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

09/10/2014- Belém- PA, Brasil- A cooperativa surgiu quando a direção do Centro de Recuperação Feminino (CRF) percebeu que havia uma grande mão de obra feminina ociosa. Com base nas habilidades de cada uma, as próprias detentas ministraram cursos e ensinaram às outras o que sabiam fazer. O sucesso da iniciativa deu origem à formação da Coostafe.

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

09/10/2014- Belém- PA, Brasil- Todos os domingos elas comercializam os produtos na Praça da República, em Belém, e na Praça da Blíblia, em Ananindeua. Nas feirinhas é possível comprar acessórios, como chinelos e chaveiros, peças de vestiário, além de vasos, bonecas de pano, panos de prato, tapetes e canetas personalizadas, entre outros. As internas também aceitam encomendas.

 

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

09/10/2014- Belém- PA, Brasil- A Cooperativa de Trabalho Arte Feminina Empreendedora (Coostafe) é a primeira do Brasil formada exclusivamente por detentas. O registro foi feito no início de julho na Junta Comercial do Estado (Jucepa). A iniciativa da Susipe conta atualmente com 22 cooperadas. O Centro de Recuperação Feminino custodia cerca de 600 presas, a maioria na faixa de 40 anos.

 

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

09/10/2014- Belém- PA, Brasil- “Estamos nos preparando para uma feira que vai acontecer no Tribunal de Justiça do Estado, no final desse mês, e para o Pará Negócios, em novembro. Com menos de seis meses de criação já estamos conquistando nosso publico e divulgando o trabalho de reinserção que a Susipe está desenvolvendo no CRF”, afirma Carmem Botelho, diretora do presídio feminino

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE

Foto: Erika Torres/ SUSIPE