Curitiba gasta mais de R$ 2 milhões com coleta de lixo deixado irregularmente em terrenos

Foto: Du Amorim/ A2D
Cidade de Itirapina, no interior de São Paulo, abrigará uma das maiores empresas automotivas do mundo
17 de abril de 2015
Foto:Antônio Cruz/Agência Brasil
Combate à fraude no imposto de renda pessoa física
17 de abril de 2015
544
Compartilhe
Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS

17/04/2015 – Curitiba – PR, Brasil  – A Prefeitura de Curitiba recolhe mensalmente cerca de 1,6 mil toneladas de lixo e entulhos depositados de maneira irregular na cidade. O custo total dessas operações é de R$ 187 mil ao mês, ou R$ 2,2 milhões por ano, incluindo recolhimento e destinação, recurso que poderia ser usado para construir um Centro Municipal de Educação Infantil, por exemplo, se houvesse maior consciência de parte da população sobre o depósito do lixo nos locais corretos de coleta.O problema principal é a reincidência do depósito irregular. Em muitos casos, em menos de duas semanas após a operação de limpeza realizada pelas equipes da Prefeitura, o local está novamente lotado de lixo e entulhos. “Há terrenos da nossa regional em que fazemos a limpeza e dois dias depois já precisam de nova operação”, diz o administrador regional do Pinheirinho, Edgar Otto Hauber Júnior.As operações de limpeza são realizadas com frequência, principalmente em áreas dos bairros Tatuquara, Campo de Santana, Ganchinho, Bairro Novo, Sítio Cercado, CIC, Cajuru, Boa Vista, Atuba e Cachoeira.

Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS

Foto: Luiz Costa/SMCS