Denúncia apresentada à Rede de Proteção Animal leva à apreensão de 19 galos de rinha em Curitiba

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
2ª edição da exposição Virei Viral exibe obras de artistas brasileiros e estrangeiros que questionam o impacto da cibercultura, em especial as redes sociais, no comportamento dos indivíduos
21 de outubro de 2014
Foto: Heloisa Ballarini / Secom
Escolas municipais de São Paulo recebem homenagem por desempenho no Ideb 2013
22 de outubro de 2014
697
Compartilhe
Foto: Valdecir Galor/SMCS

Foto: Valdecir Galor/SMCS

Foto: Valdecir Galor/SMCS

Foto: Valdecir Galor/SMCS

21/10/2014- Curitiba- PR, Brasil-  Uma denúncia de maus tratos contra animais levou a Rede de Proteção Animal da Secretaria Municipal de Meio Ambiente a flagrar, nesta terça-feira (21), um criadouro clandestino no bairro Uberaba.

Foto: Valdecir Galor/SMCS

Foto: Valdecir Galor/SMCS

21/10/2014- Curitiba- PR, Brasil- Uma denúncia de maus tratos contra animais levou a Rede de Proteção Animal da Secretaria Municipal de Meio Ambiente a flagrar, nesta terça-feira (21), um criadouro clandestino no bairro Uberaba. Foram apreendidos 19 galos utilizados para rinha, que estavam vivendo em situação precária. A operação foi realizada de forma conjunta com a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, Conselho Regional de Medicina Veterinária e Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

 

Foto: Valdecir Galor/SMCS

Foto: Valdecir Galor/SMCS

21/10/2014- Curitiba- PR, Brasil- Dois homens que estavam no local durante a operação foram presos e autuados por crime de maus tratos. “Eles contaram que o local servia para treinamento dos animais e que os galos pertencem a diversos proprietários”, disse o superintendente da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, Ivan José de Souza.

Foto: Valdecir Galor/SMCS

Foto: Valdecir Galor/SMCS

21/10/2014- Curitiba- PR, Brasil-  A professora de Medicina Veterinária Legal da UFPR Rita de Cássia Maria Garcia conta que os animais foram encontrados com diversas lesões e vivendo em situação precária. ”Além de machucados, os galos estavam acondicionados em pequenas gaiolas, em um local sem incidência de sol e sem água, isto já caracteriza maus tratos”, afirma. Ela conta ainda que foi encontrado no local uma grande quantidade de medicamentos  como antibióticos, analgésicos e inseticidas para controle de ectoparasitas, sem orientação e receita indicativa de um veterinário.

Foto: Valdecir Galor/SMCS

Foto: Valdecir Galor/SMCS