Desfile das Campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro 2015

Foto: Wander Roberto/inovafoto
Acompanhe a pesagem oficial do UFC Porto Alegre
21 de fevereiro de 2015
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Grafiteiros do Distrito Federal, participam do projeto Brasil em Cores que além do Graffiti realiza ainda outros elementos da cultura hip hop
22 de fevereiro de 2015
516
Compartilhe
Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

22/02/2015 – Rio de Janeiro – RJ, Brasil – Desfile das Campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro 2015. A campeã do Carnaval 2015 Beija-Flor explorou o continente africano no Sambódromo com o enredo “Um griô conta a história: Um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa Felicidade”.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

22/02/2015 – Rio de Janeiro – RJ, Brasil – Desfile das Campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro 2015. A campeã do Carnaval 2015 Beija-Flor explorou o continente africano no Sambódromo com o enredo “Um griô conta a história: Um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa Felicidade”.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

22/02/2015 – Rio de Janeiro – RJ, Brasil – Desfile das Campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro 2015. A campeã do Carnaval 2015 Beija-Flor explorou o continente africano no Sambódromo com o enredo “Um griô conta a história: Um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa Felicidade”.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

22/02/2015 – Rio de Janeiro – RJ, Brasil – Desfile das Campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro 2015. A campeã do Carnaval 2015 Beija-Flor explorou o continente africano no Sambódromo com o enredo “Um griô conta a história: Um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa Felicidade”.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

22/02/2015 – Rio de Janeiro – RJ, Brasil – Desfile das Campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro 2015. A campeã do Carnaval 2015 Beija-Flor explorou o continente africano no Sambódromo com o enredo “Um griô conta a história: Um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa Felicidade”.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

22/02/2015 – Rio de Janeiro – RJ, Brasil – Desfile das Campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro 2015. A campeã do Carnaval 2015 Beija-Flor explorou o continente africano no Sambódromo com o enredo “Um griô conta a história: Um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa Felicidade”.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

22/02/2015 – Rio de Janeiro – RJ, Brasil – Desfile das Campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro 2015. A campeã do Carnaval 2015 Beija-Flor explorou o continente africano no Sambódromo com o enredo “Um griô conta a história: Um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa Felicidade”.

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

 

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

A Unidos da Tijuca mostrou um desfile cheio de glamour com o enredo “Um conto marcado no tempo – O olhar suíço de Clóvis Bornay” sobre a Suiça pela ótica do carnavalesco Clóvis Bornay e suas fantasias exuberantes.

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

A Unidos da Tijuca mostrou um desfile cheio de glamour com o enredo “Um conto marcado no tempo – O olhar suíço de Clóvis Bornay” sobre a Suiça pela ótica do carnavalesco Clóvis Bornay e suas fantasias exuberantes.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

A Unidos da Tijuca mostrou um desfile cheio de glamour com o enredo “Um conto marcado no tempo – O olhar suíço de Clóvis Bornay” sobre a Suiça pela ótica do carnavalesco Clóvis Bornay e suas fantasias exuberantes.

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

A Unidos da Tijuca mostrou um desfile cheio de glamour com o enredo “Um conto marcado no tempo – O olhar suíço de Clóvis Bornay” sobre a Suiça pela ótica do carnavalesco Clóvis Bornay e suas fantasias exuberantes.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Exaltando o ex-presidente Nelson Mandela, a liberdade e a África, a Imperatriz Leopoldinense deu vida ao enredo “Axé, Nkenda! Um ritual de liberdade e que a voz da igualdade seja sempre a nossa voz!”

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

O terceiro lugar ficou com a Grande Rio, que trouxe o enredo “A Grande Rio é do Baralho” e fechou o primeiro dia deswp-content/uploads do Grupo Especial neste domingo mostrando um grande jogo.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

A Unidos da Tijuca mostrou um desfile cheio de glamour com o enredo “Um conto marcado no tempo – O olhar suíço de Clóvis Bornay” sobre a Suiça pela ótica do carnavalesco Clóvis Bornay e suas fantasias exuberantes.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

A campeã do Carnaval 2015 Beija-Flor explorou o continente africano no Sambódromo com o enredo “Um griô conta a história: Um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa Felicidade”.

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

A campeã do Carnaval 2015 Beija-Flor explorou o continente africano no Sambódromo com o enredo “Um griô conta a história: Um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa Felicidade”.

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

O terceiro lugar ficou com a Grande Rio, que trouxe o enredo “A Grande Rio é do Baralho” e fechou o primeiro dia deswp-content/uploads do Grupo Especial neste domingo mostrando um grande jogo.

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

A Unidos da Tijuca mostrou um desfile cheio de glamour com o enredo “Um conto marcado no tempo – O olhar suíço de Clóvis Bornay” sobre a Suiça pela ótica do carnavalesco Clóvis Bornay e suas fantasias exuberantes.

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

A Portela foi a única escola do Grupo Especial que homenageou os 450 anos do Rio no Sambódromo. Com o tema “Imaginário, 450 janeiros de uma cidade surreal” a agremiação mostrou as belezas da Cidade Maravilhosa.

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

 

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

A Portela foi a única escola do Grupo Especial que homenageou os 450 anos do Rio no Sambódromo. Com o tema “Imaginário, 450 janeiros de uma cidade surreal” a agremiação mostrou as belezas da Cidade Maravilhosa.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

A Portela foi a única escola do Grupo Especial que homenageou os 450 anos do Rio no Sambódromo. Com o tema “Imaginário, 450 janeiros de uma cidade surreal” a agremiação mostrou as belezas da Cidade Maravilhosa.

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

A Portela foi a única escola do Grupo Especial que homenageou os 450 anos do Rio no Sambódromo. Com o tema “Imaginário, 450 janeiros de uma cidade surreal” a agremiação mostrou as belezas da Cidade Maravilhosa.

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Exaltando o ex-presidente Nelson Mandela, a liberdade e a África, a Imperatriz Leopoldinense deu vida ao enredo “Axé, Nkenda! Um ritual de liberdade e que a voz da igualdade seja sempre a nossa voz!”

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Exaltando o ex-presidente Nelson Mandela, a liberdade e a África, a Imperatriz Leopoldinense deu vida ao enredo “Axé, Nkenda! Um ritual de liberdade e que a voz da igualdade seja sempre a nossa voz!”

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Exaltando o ex-presidente Nelson Mandela, a liberdade e a África, a Imperatriz Leopoldinense deu vida ao enredo “Axé, Nkenda! Um ritual de liberdade e que a voz da igualdade seja sempre a nossa voz!”

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Exaltando o ex-presidente Nelson Mandela, a liberdade e a África, a Imperatriz Leopoldinense deu vida ao enredo “Axé, Nkenda! Um ritual de liberdade e que a voz da igualdade seja sempre a nossa voz!”

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Exaltando o ex-presidente Nelson Mandela, a liberdade e a África, a Imperatriz Leopoldinense deu vida ao enredo “Axé, Nkenda! Um ritual de liberdade e que a voz da igualdade seja sempre a nossa voz!”

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

A vice-campeã Salgueiro mostrou o enredo “Do Fundo do Quintal, Saberes e Sabores na Sapucaí” e levou para o Sambódromo um pouco de Minas Gerais e a culinária local.

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

A vice-campeã Salgueiro mostrou o enredo “Do Fundo do Quintal, Saberes e Sabores na Sapucaí” e levou para o Sambódromo um pouco de Minas Gerais e a culinária local.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

O terceiro lugar ficou com a Grande Rio, que trouxe o enredo “A Grande Rio é do Baralho” e fechou o primeiro dia deswp-content/uploads do Grupo Especial neste domingo mostrando um grande jogo.

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

A Unidos da Tijuca mostrou um desfile cheio de glamour com o enredo “Um conto marcado no tempo – O olhar suíço de Clóvis Bornay” sobre a Suiça pela ótica do carnavalesco Clóvis Bornay e suas fantasias exuberantes.

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

A Portela foi a única escola do Grupo Especial que homenageou os 450 anos do Rio no Sambódromo. Com o tema “Imaginário, 450 janeiros de uma cidade surreal” a agremiação mostrou as belezas da Cidade Maravilhosa.

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Alexandre Macieira | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

Foto: Gabriel Santos | Riotur

A Portela foi a única escola do Grupo Especial que homenageou os 450 anos do Rio no Sambódromo. Com o tema “Imaginário, 450 janeiros de uma cidade surreal” a agremiação mostrou as belezas da Cidade Maravilhosa.

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

A Unidos da Tijuca mostrou um desfile cheio de glamour com o enredo “Um conto marcado no tempo – O olhar suíço de Clóvis Bornay” sobre a Suiça pela ótica do carnavalesco Clóvis Bornay e suas fantasias exuberantes.

Foto: Raphael David | Riotur

Foto: Raphael David | Riotur

A Portela foi a única escola do Grupo Especial que homenageou os 450 anos do Rio no Sambódromo. Com o tema “Imaginário, 450 janeiros de uma cidade surreal” a agremiação mostrou as belezas da Cidade Maravilhosa.