Durante votação em que perdeu seu mandato, Donadon diz que voto aberto constrange parlamentares

Oito Corvettes são engolidos por buraco de 40 metros, em museu nos Estados Unidos
12 de fevereiro de 2014
Banrisul divulga balanço financeiro de 2013
13 de fevereiro de 2014
361
Compartilhe
Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Brasília- DF, 12/02/2014- Presidente da Câmara, dep. Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) lê a decisão do plenário que cassou o mandato de Natan Donadon (Sem partido-RO) por quebra de decoro parlamentar.

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Brasília- DF, 12/02/2014- “O voto aberto é um voto que constrange os colegas”, disse Natan Donadon (sem partido-RO), poucos minutos após o início da primeira sessão com voto aberto para definir a cassação do mandato de um parlamentar.

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Brasília- DF, 12/02/2014- Donadon falou com jornalistas logo após entrar na sessão. Ele disse que se sente injustiçado e que a convicção da inocência é que o fez ir até o Congresso. “Numa situação que sei que o voto é aberto, a convicção da inocência que me fez vir aqui”, reiterou.

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Brasília- DF, 12/02/2014- O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse que o deputado Natan Donadon não vai usar a tribuna para se defender no processo de cassação de seu mandato. Sua defesa no plenário será feita por seu advogado, Michel Saliba.

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Brasília- DF, 12/02/2014- Desde cedo, havia a expectativa de que Donadon estivesse presente na sessão, uma vez que o Tribunal de Justiça do Distrito Federal autorizou a sua presença. Donadon chegou vestido de branco, roupa usada pelos detentos da Papuda, e se dirigiu para um local reservado onde trocou de roupa.

Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Brasília- DF, 12/02/2014- Donadon cumpre pena no Presídio da Papuda, no Distrito Federal, desde junho de 2013, por ter sido condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 13 anos de prisão, por peculato e formação de quadrilha, além do desvio de cerca de R$ 8 milhões da Assembleia Legislativa de Rondônia.

Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Brasília- DF, 12/02/2014- O deputado disse ainda que não descarta a possibilidade de tentar novamente um cargo eletivo, após o cumprimento da pena. “Se ficar tudo certo com a Justiça Eleitoral, por que não?”, disse.

Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados

Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados

Brasília- DF, 12/02/2014- Sessão destinada a votar a representação do PSB que pede a perda do mandato do deputado Natan Donadon (Sem partido-RO) por quebra de decoro parlamentar. Ao centro, dep. Natan Donadon conversa com seu advogado de defesa, Michel Saliba.

Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados

Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados

Brasília- DF, 12/02/2014- Sessão destinada a votar a representação do PSB que pede a perda do mandato do deputado Natan Donadon (Sem partido-RO) por quebra de decoro parlamentar.