Encerramento do XIII Festival de Ópera do Theatro da Paz, em Belém, no Pará

Em Porto Alegre, mais de 1000 ciclistas realizaram pedalada para chamar a atenção quanto à importância do uso da bicicleta
28 de setembro de 2014
Foto: Dino Panato/ FIVB
Brasil vence a Sérvia por 3 sets a 1, pelo mundial de vôlei, na Itália
28 de setembro de 2014
692
Compartilhe
Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

27/09/2014- Belém- PA, Brasil- Reunindo vozes imponentes de grandes cantores líricos, o concerto ao ar livre marcou o grand finale de mais uma edição do Festival de Ópera do Theatro da Paz, promovido pelo governo do Estado. O instrumental baseado na opereta “Die Fledermaus”, de J. Strauss, executado pela Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP), sob a maestria de Miguel Campos de Melo, abriu a festa de encerramento da 13ª versão do evento.

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

27/09/2014- Belém- PA, Brasil- Em frente à centenária casa de espetáculos, na Praça da República, paraenses apaixonados pela programação que já virou tradição na cidade tomaram conta do calçadão próximo ao palco. “É sempre um prazer poder conferir esse espetáculo tão bonito. Aqui, as famílias ficam à vontade para apreciar as apresentações desses artistas tão maravilhosos”, disse a guia de turismo Graça Ayan, que chegou ao local bem cedo, ao lado dos parentes.

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

27/09/2014- Belém- PA, Brasil-  Uma dobradinha de Giusepe Verdi (1813-1901), com as árias “Stride la vampa”, de “O Trovador”, interpretada pela mezzo soprano Aliane Sousa, e ainda “Scorrendo uniti in remota via”, “de Rigoletto”, na voz do tenor Tiago Costa, encantou os espectadores, que estavam atentos a cada movimentação no palco. “Presto atenção em cada detalhe. Este ano, por exemplo, vi que os cantores foram colocados em cadeiras do lado de fora do teatro, o que os aproximou de nós. Esse concerto possibilita que qualquer pessoa, independente de dinheiro ou traje, possa apreciar música clássica. Sem falar que esse cenário é encantador”, destacou a socióloga Ana Brito.

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

27/09/2014- Belém- PA, Brasil- Juntos, barítonos, tenores e sopranos mostraram a beleza imensurável de suas vozes. A ária “Mon coeur s’ouvre a ta voix”, da ópera “Sansão e Dalila”, de Saint-Saëns, ganhou vida e brilho na voz aveludada da mezzo soprano Ana Victoria Pitss, 23 anos. A paraense, que mora há quase três anos na Itália, participou do festival pela primeira vez e não escondeu a enorme gratificação por estar se apresentado na terra natal. “É uma emoção muito grande estar aqui, onde um dia eu fui espectadora, durante a minha infância e adolescência. Soltar a voz para amigos e parentes não tem preço. O povo paraense é muito acolhedor e esse calor, em todos os sentidos, faz muita falta”, comentou.

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

27/09/2014- Belém- PA, Brasil- Composições dos italianos Gaetano Donizetti e Gioachino Rossini, do francês Georges Bizet e do espanhol Pablo Luna também foram destaque no repertório da apresentação ao ar livre, que ainda teve a participação do coral lírico do festival, composto por dezenas de vozes. O espetáculo foi uma amostra do que foi apresentado no festival deste ano, iniciado em 5 de agosto passado.

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

27/09/2014- Belém- PA, Brasil- “Este ano, por ser o último de um ciclo, escolhemos óperas com bastante ousadia, como ‘Mefistofele’, que não era montada no Brasil desde 1963, há mais de meio século, por ser difícil de montar, e ‘Otello’, do Verdi, que é muito densa. Para se ter ideia, desde 1950, em todo o mundo só existiram três ‘Otellos’ famosos. Então, o festival se marcou por passos extramente ousados. Chegar ao final dessa forma é ter a certeza de dever cumprido”, avaliou o coordenador do festival, Gilberto Chaves.

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

27/09/2014- Belém- PA, Brasil- O epílogo da ópera “Mefistofele”, do italiano Arrigo Boito (1842-1918), que deu início à temporada deste ano, encerrou o concerto ao ar livre nas vozes do baixo Sávio Sperandio e do tenor Tiago Costa. “O festival é uma grande confraternização musical, em que se pode trocar experiências, eE nessa troca só temos a crescer”, afirmou Tiago, que participa do evento pela quarta vez.

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

27/09/2014- Belém- PA, Brasil- Ao som do Hino do Pará com todos os cantores em cena, a bandeira do Estado foi erguida no alto do Theatro da Paz, após a apresentação final, levantando o público presente e promovendo um espetáculo à parte. Segundo a coordenação, cerca de dez mil pessoas apreciaram o Festival de Ópera, que este ano apresentou ainda os concertos “Um Americano em Paris” e “Blue Monday”, ambos do compositor americano George Gershwin.

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

27/09/2014- Belém- PA, Brasil- Os recitais do tenor paraense Atalla Ayan, que dividiu o palco com as pianistas Marília Caputo e Adriana Azulay, no Theatro da Paz e na Igreja de Santo Alexandre, respectivamente, também foram atrações que chamaram a atenção do público.

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

27/09/2014- Belém- PA, Brasil- O evento também promoveu um masterclass de canto com a consagrada mezzo soprano brasileira Celine Imbert e um recital em homenagem aos 150 anos nascimento de Richard Strauss, com a soprano argentina Rosana Schiavi, no palco da Igreja de Santo Alexandre.

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)

Foto: Sidney Oliveira/ Agência Pará (27/09/2014)