Encontro prepara alunos de escolas públicas de Brasília para olimpíadas de matemática

Polícia prende Fábio Raposo, suspeito de ataque a cinegrafista no Rio
9 de fevereiro de 2014
Brasília recebe projeto de visitação turística sobre bicicletas
9 de fevereiro de 2014
1077
Compartilhe
Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasília

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasília

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasília

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasília

Brasília- DF, 09/02/2014- Frações, logarítimos e equações que assustam tantos estudantes não são problema para os 24 jovens de escolas públicas de diversos estados que participam de um encontro, em Brasília, com aulas avançadas de matemática. Os estudantes se preparam para participar de olimpíadas e competições por meio do Programa Preparação Especial para Competições Internacionais (Peci) 2014.

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasília

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasília

Brasília- DF, 09/02/2014- Ao longo do ano, os jovens, que tem entre 13 e 17 anos, vão se reunir seis vezes para aperfeiçoar o estudo da matemática. O primeiro encontro começou na sexta-feira (07/02) e segue até o domingo (09/02).

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasília

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasília

Brasília- DF, 09/02/2014- O coordenador do Peci, Paulo Rodrigues, explica que as aulas abordam a matemática em um nível mais avançado, adequado para competições internacionais. A meta, segundo ele, é ampliar a participação de alunos das escolas públicas nas disputas. “Até 2009, praticamente só tínhamos alunos de escolas particulares. De 2011 pra cá, os estudantes de escolas públicas também estão conseguindo participar de competições internacionais de matemática”, disse Paulo Rodrigues.

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasília

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasília

Brasília- DF, 09/02/2014- Segundo o coordenador, a intensificação do treinamento já mostrou resultados na participação de estudantes das escolas públicas na principal competição internacional, a Olimpíada Internacional da Matemática. “Para essa olimpíada temos conseguido mandar dois ou três alunos da rede pública dentre os seis estudantes brasileiros que participam. A expectativa é manter esse resultado”.