Estado garante acesso ao esporte a pessoas com deficiência, no Pará

Kim Jong Un emitiu uma declaração sobre o discurso do presidente dos Estados Unidos da América, entregue na Assembléia Geral da ONU
22 de setembro de 2017
Sessão da Câmara é cancelada
22 de setembro de 2017
497
Compartilhe

22/09/2017- BELÉM - PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado (foto), treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém. FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado (foto), treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado (foto), treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado (foto), treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado (foto), treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado (foto), treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado (foto), treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado (foto), treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado (foto), treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém. Na foto, a atleta Bruna Nascimento, 27 anos, sofreu um acidente de automóvel há três anos e amputou um membro.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado, treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém. Na foto, o treinador Cleberson Menezes, 53 anos.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado, treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém. Na foto, o treinador Cleberson Menezes, 53 anos.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ

22/09/2017- BELÉM – PARÁ- O “Clube Escola Paralímpico” contempla as necessidades dos estudantes da rede estadual de ensino com dificuldades físicas específicas, tendo por base a prática de esporte adaptado, que garante o acesso às práticas esportivas e inserção social, além de proporcionar a inter-relação de saúde e educação, como alternativa para a melhoria da qualidade de vida. Dentre as modalidades ofertadas pelo NEL está o voleibol sentado (foto), treinado na quadra do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), em Belém. Na foto, a atleta Bruna Nascimento, 27 anos, sofreu um acidente de automóvel há três anos e amputou um membro.
FOTO: CARLOS SODRÉ / AG. PARÁ