Estado investe R$ 7 milhões em terminais da região Oeste, no Pará

Geraldo Alckmin empossa 1.240 novos policiais civis
22 de novembro de 2017
Adasa apresenta planejamento do 8º Fórum Mundial da Água ao comitê gestor
22 de novembro de 2017
398
Compartilhe
Perto de Mosqueiro, a Ilha de Cotijuba é outro grande pedaço de história desconhecido de grande parte dos paraenses. Uma entre as 42 ilhas que integram as região insular de Belém, Cotijuba foi transformada por Lei Municipal, em 1990, em área de Proteção Ambiental, o que obriga a preservação de seus ecossistemas. O acesso à ilha é possível por meio de embarcações que saem de Icoaraci. Com uma área de cerca de 60 km² e uma costa com 20 quilômetros de praias praticamente inexploradas, Cotijuba é o local preferido pela tribo mais “alternativa", por seus encantos paradisíacos, como as praias rústicas, a exemplo do “Vai quem Quer”. Na foto, trapiche de Cotijuba. FOTO: CRISTINO MARTINS / AG. PARÁ DATA: 30.06.2017 COTIJUBA – PARÁ

A partir desta quarta-feira, 14, a população paraense conta com o maior ferry boat da região norte. Com 87 metros de comprimento e 16, 5 metros de largura, o novo ferry boat São Gabriel (foto) chamava a atenção no porto de Icoaraci pela grandiosidade, antes de partir em sua viagem inaugural até o porto de Camará, na ilha do Marajó. FOTO: CLÁUDIO SANTOS / AG. PARÁ DATA: 14.06.2017 MARAJÓ – PARÁ

A partir desta quarta-feira, 14, a população paraense conta com o maior ferry boat da região norte. Com 87 metros de comprimento e 16, 5 metros de largura, o novo ferry boat São Gabriel (foto) chamava a atenção no porto de Icoaraci pela grandiosidade, antes de partir em sua viagem inaugural até o porto de Camará, na ilha do Marajó. FOTO: CLÁUDIO SANTOS / AG. PARÁ DATA: 14.06.2017 MARAJÓ – PARÁ

A primeira segunda-feira de julho foi de intenso movimento no Terminal Hidroviário de Belém. A direção do complexo estima um aumento de 10% no número de passageiros durante o mês, na comparação com o mesmo período do ano passado. A previsão é que passem pelos guichês do terminal uma média de 2.300 passageiros por dia, 162 por hora. A estimativa se baseia no aumento dessa movimentação em 10% já verificado durante o mês de junho, quando o Porto Luiz Rebelo Neto recebeu uma média de 1.335 passageiros por dia. A estrutura do Terminal Hidroviário está pronta para atender o aumento do fluxo de passageiros. FOTO: RODOLFO OLIVEIRA / AG. PARÁ DATA: 04.07.2016 BELÉM – PARÁ

Conforto, segurança e uma gama de serviços fazem do Terminal Hidroviário do Porto de Belém, Luiz Rebelo Neto, um modelo para o país. Em três anos de operação, mais de 1,5 milhão de passageiros já passaram pelo espaço, que foi inaugurado no dia 23 de maio de 2014 com a missão de aprimorar os serviços oferecidos à população no transporte fluvial. FOTO: RODOLFO OLIVEIRA / AG. PARÁ DATA: 23.05.2017 BELÉM – PARÁ