Ex-presidente Lula participa de encontro com religiosos da Igreja Católica

Foto: Omar Freire/Imprensa MG
O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, durante a abertura do Fórum Regional de Governo no Território Médio e Baixo Jequitinhonha
18 de junho de 2015
Foto: Tadeu Sposito/ Agência Senado
Impedidos de prosseguir visita a presos políticos, senadores retornam ao aeroporto de Caracas, na Venezuela
18 de junho de 2015
684
Compartilhe
Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

18/06/2015- São Paulo- SP, Brasil- O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu-se nesta quinta-feira (18) com integrantes das pastorais de base da Igreja Católica, com quem discutiu a conjuntura atual do país e os desafios postos à sociedade para continuar reduzindo as desigualdades sociais no mesmo ritmo que na década passada.

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

18/06/2015- São Paulo- SP, Brasil- Com a participação do bispo D. Pedro Stringhini, da diocese de Mogi das Cruzes e da Confederação Nacional de Bispos do Brasil, e de Gilberto Carvalho, atual presidente do Conselho do Sesi, o grupo reuniu representantes da entidade de ação social da Igreja, a Cáritas, e das pastorais da Terra, dos Imigrantes, Operária, da Rua, Carcerária e da Criança e do Adolescente, e também o pastor Cloves Oliveira, da Assembleia de Deus de Mogi das Cruzes.

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

18/06/2015- São Paulo- SP, Brasil- “Este encontro ocorre em um momento muito fortuito, junto com uma encíclica do papa Francisco sobre o meio ambiente que é também muito humana, que compreende o acesso à comida, o direito à terra”, disse Paulo Vannuchi, diretor do Instituto Lula e ex-ministro do Direitos Humanos, que abriu as falas em nome do Instituto. “Aqui, também, há grandes parceiros e inspiradores dos meus tempos de ministro dos Direitos Humanos”, concluiu.

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

18/06/2015- São Paulo- SP, Brasil- Apesar dos novos obstáculos que se interpõem às lutas sociais, porém, D. Pedro ressaltou que o grupo que veio conversar com Lula é o “mais combativo”. “Nos tempos bons, é muito fácil fazer diagnóstico. Nos tempos ruins, não. Mas temos de ter consciência que a democracia e a liberdade estão em jogo com todo esse ódio à solta. É o ódio que faz um jovem da periferia ser a favor da redução da maioridade penal sem saber que isso se trata de suicídio”, afirmou Gilberto Carvalho.