Faixas vermelhas apontam prioridade para passagem de ciclistas em cruzamentos de Curitiba

Sala do Museu do Amanhã é inaugurada na Zona Portuária do Rio
19 de fevereiro de 2014
Ministro Gilberto Carvalho participa de seminário
19 de fevereiro de 2014
1251
Compartilhe
Foto: Luiz Costa/ SMCS (11/02/2014)

Foto: Luiz Costa/ SMCS (11/02/2014)

Curitiba- PR, 19/02/2014- A Prefeitura de Curitiba estará finalizando nos próximos dias a colocação de faixas vermelhas em 98 cruzamentos da cidade onde há ciclovias. As obras fazem parte de um investimento de R$ 3,5 milhões em novas sinalizações de trânsito em todas as administrações regionais, para garantir uma maior segurança da população no trânsito da capital.

Foto: Luiz Costa/ SMCS (11/02/2014)

Foto: Luiz Costa/ SMCS (11/02/2014)

Curitiba- PR, 19/02/2014- Foram pintadas até agora 95 faixas vermelhas em algumas das principais vias da capital com ciclovia, como a Avenida Sete de Setembro e as ruas Mariano Torres, Conselheiro Laurindo, Getúlio Vargas, Engenheiros Rebouças, Flavio Dalegrave, entre outras.

Foto: Cesar Brustolin/ SMCS (14/02/2014)

Foto: Cesar Brustolin/ SMCS (14/02/2014)

Curitiba- PR, 19/02/2014- “Essa sinalização é prevista no Código Brasileiro de Trânsito e alerta os motoristas de que em determinado cruzamento passa uma ciclovia e que é necessária atenção com os ciclistas. Nos cruzamentos não semaforizados onde existem faixas vermelhas, a prioridade de passagem é de ciclistas e pedestres”, informa Danilo Herek, coordenador de mobilidade urbana da Secretaria Municipal de Trânsito.

Foto: Cesar Brustolin/ SMCS (14/02/2014)

Foto: Cesar Brustolin/ SMCS (14/02/2014)

Curitiba- PR, 19/02/2014- Desde janeiro, 192 ruas que foram recapeadas nos últimos anos na cidade recebem novas sinalizações horizontais e verticais (faixas de pedestres, placas, travessias elevadas e semáforos). Ruas importantes de diversos bairros também estão tendo a sinalização horizontal revitalizada. As vias estão ganhando pinturas a base de metilmetacrilato (pintura a frio) e em material termoplástico (pintura a quente). São 85 mil metros quadrados de pintura horizontal e mais de 600 placas de sinalização.