Força e demais centrais protestam contra juros altos na Paulista

Futebol Feminino Ponte Preta X São José E.C.
31 de maio de 2017
Copa do Brasil : Grêmio vence o Fluminense na Arena
31 de maio de 2017
309
Compartilhe

Força e demais centrais protestam contra juros altos na Paulista A Força Sindical, UGT e CGTB realizaram nesta quarta (31), em frente ao Banco Central na Avenida Paulista um protesto contra os juros altos. Também participaram representantes do movimento estudantil e dos negros. O ato aconteceu na mesma data que o Copom (Comitê de Política Monetária) divulga a taxa Selic que vai vigorar nos próximos 45 dias. Foto Jaelcio Santana


A Força Sindical, UGT e CGTB realizaram nesta quarta (31), em frente ao Banco Central na Avenida Paulista um protesto contra os juros altos. Também participaram representantes do movimento estudantil e dos negros. O ato aconteceu na mesma data que o Copom (Comitê de Política Monetária) divulga a taxa Selic que vai vigorar nos próximos 45 dias. Foto Jaelcio Santana


A Força Sindical, UGT e CGTB realizaram nesta quarta (31), em frente ao Banco Central na Avenida Paulista um protesto contra os juros altos. Também participaram representantes do movimento estudantil e dos negros. O ato aconteceu na mesma data que o Copom (Comitê de Política Monetária) divulga a taxa Selic que vai vigorar nos próximos 45 dias. Foto Jaelcio Santana


A Força Sindical, UGT e CGTB realizaram nesta quarta (31), em frente ao Banco Central na Avenida Paulista um protesto contra os juros altos. Também participaram representantes do movimento estudantil e dos negros. O ato aconteceu na mesma data que o Copom (Comitê de Política Monetária) divulga a taxa Selic que vai vigorar nos próximos 45 dias. Foto Jaelcio Santana


A Força Sindical, UGT e CGTB realizaram nesta quarta (31), em frente ao Banco Central na Avenida Paulista um protesto contra os juros altos. Também participaram representantes do movimento estudantil e dos negros. O ato aconteceu na mesma data que o Copom (Comitê de Política Monetária) divulga a taxa Selic que vai vigorar nos próximos 45 dias. Foto Jaelcio Santana