Força Nacional envia pelotões de apoio à Polícia Rodoviária Federal em Porto Alegre e Curitiba

Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Publicas
São Paulo tem trânsito intenso com chuva e greve de metrô
6 de junho de 2014
Lewis Hamilton, da Mercedes é o mais rápido no primeiro dia de treinos para o GP do Canadá
6 de junho de 2014
575
Compartilhe
Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Brasília- DF, 06/06/2014- A Força Nacional enviou, nesta sexta-feira (06/06), mais pelotões para apoiar a Polícia Rodoviária Federal nos acessos a cidades-sede da Copa do Mundo. As equipes embarcaram de Brasília (DF), pela manhã, em ônibus e avião, para reforçar as ações de segurança pública nos acessos a Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS), conforme planejamento conjunto divulgado em abril deste ano.

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Além das capitais gaúcha e paranaense, a FN e a PRF vão atuar em ações conjuntas nas rodovias federais das regiões de Cuiabá (MT), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte (MG). O efetivo destinado a essas outras cidades também já foi deslocado por via terrestre e aérea.

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

A atuação e o número de policiais disponibilizados obedecem ao planejamento conjunto entre os órgãos envolvidos e o prazo do apoio prestado pela Força Nacional poderá ser prorrogado. A portaria do Ministério da Justiça publicada no Diário Oficial da União de 31 de março autoriza a parceria entre 12 de junho e 13 de julho.

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Segundo a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, a Força Nacional está apta a atuar em qualquer segmento da segurança pública durante a Copa do Mundo, seja nos jogos ou fora deles. “Além desse reforço às ações da PRF, a FN irá apoiar a segurança pública dos estados de Mato Grosso e Rio Grande do Norte durante o Mundial, a pedido dos respectivos governadores”, informou.

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

De acordo com a diretora-geral da Polícia Rodoviária Federal, Maria Alice Souza, as equipes da PRF e da Força Nacional já atuaram de forma semelhante em outras ocasiões. “Realizamos operações conjuntas em 2013, por exemplo, em grandes eventos, como a Copa das Confederações, em seis estados, e a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro”, lembrou a diretora.

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

A Força Nacional de segurança pública dispõe atualmente de um quadro de 12.355 profissionais estaduais de segurança pública capacitados e em condições de serem mobilizados, caso seja necessário. O efetivo é composto por policiais militares, policiais civis, bombeiros militares e profissionais de perícia.

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

”A Força Nacional age no apoio às forças estaduais e federais assim que é solicitada. Nós temos um cadastro e chamamos dentro do que se apresenta necessário. Estam os em pontos estratégicos do país, com facilidade de locomoção para onde for necessário”, assegurou. “Nossa atuação ocorre sempre em apoio e harmonia com as demais forças de segurança estaduais e federais”, reforçou a secretária Regina Miki.

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

A respeito da qualificação do efetivo, o diretor-geral da Força Nacional, tenente coronel Alexandre Aragon, explicou que todos os profissionais mobilizados têm três anos de experiência, no mínimo. “Fizemos instruções de nivelamento de conhecimento, onde os protocolos operacionais padrão da Força Nacional foram passados. Aliado a isso, face aos grandes eventos, fizemos um preparo para distúrbios civis nas normas de procedimento da ONU em direitos humanos”, garantiu.

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ

Foto: Isaac Amorim/ AG:MJ