Futebol é utilizado como ferramenta de ressocialização de detentos no Pará

Senado aprova texto da Reforma Trabalhista
7 de junho de 2017
TSE retoma julgamento de cassação da chapa Dilma-Temer
7 de junho de 2017
916
Compartilhe

06/06/2017- BELÉM- PARÁ- O cenário é um campo de futebol dentro do Presídio Estadual Metropolitano II (PEM II), em Marituba. Nele, os detentos se reuniram para participar do II torneio de futebol amador da casa penal. Além de quebrar a rotina da unidade prisional, neste ano, a disputa também teve um prêmio especial: uma visita extra para o dia dos namorados. As regras do jogo foram definidas pelos próprios detentos, junto com a direção do presídio. Eles escolheram um representante de cada um dos blocos A, B, C, D, E e F para participar de um sorteio que definiu os grupos do torneio. Na definição das "chaves", o bloco A foi sorteado para enfrentar o D; o B x C e o E x F. Dos três vencedores de cada partida um novo sorteio foi realizado para a grande final do torneio. FOTO: AKIRA ONUMA / ASCOM SUSIPE

06/06/2017- BELÉM- PARÁ- O cenário é um campo de futebol dentro do Presídio Estadual Metropolitano II (PEM II), em Marituba. Nele, os detentos se reuniram para participar do II torneio de futebol amador da casa penal. Além de quebrar a rotina da unidade prisional, neste ano, a disputa também teve um prêmio especial: uma visita extra para o dia dos namorados. As regras do jogo foram definidas pelos próprios detentos, junto com a direção do presídio. Eles escolheram um representante de cada um dos blocos A, B, C, D, E e F para participar de um sorteio que definiu os grupos do torneio. Na definição das “chaves”, o bloco A foi sorteado para enfrentar o D; o B x C e o E x F. Dos três vencedores de cada partida um novo sorteio foi realizado para a grande final do torneio.
FOTO: AKIRA ONUMA / ASCOM SUSIPE

06/06/2017- BELÉM- PARÁ- O cenário é um campo de futebol dentro do Presídio Estadual Metropolitano II (PEM II), em Marituba. Nele, os detentos se reuniram para participar do II torneio de futebol amador da casa penal. Além de quebrar a rotina da unidade prisional, neste ano, a disputa também teve um prêmio especial: uma visita extra para o dia dos namorados. As regras do jogo foram definidas pelos próprios detentos, junto com a direção do presídio. Eles escolheram um representante de cada um dos blocos A, B, C, D, E e F para participar de um sorteio que definiu os grupos do torneio. Na definição das “chaves”, o bloco A foi sorteado para enfrentar o D; o B x C e o E x F. Dos três vencedores de cada partida um novo sorteio foi realizado para a grande final do torneio.
FOTO: AKIRA ONUMA / ASCOM SUSIPE

06/06/2017- BELÉM- PARÁ- O cenário é um campo de futebol dentro do Presídio Estadual Metropolitano II (PEM II), em Marituba. Nele, os detentos se reuniram para participar do II torneio de futebol amador da casa penal. Além de quebrar a rotina da unidade prisional, neste ano, a disputa também teve um prêmio especial: uma visita extra para o dia dos namorados. As regras do jogo foram definidas pelos próprios detentos, junto com a direção do presídio. Eles escolheram um representante de cada um dos blocos A, B, C, D, E e F para participar de um sorteio que definiu os grupos do torneio. Na definição das “chaves”, o bloco A foi sorteado para enfrentar o D; o B x C e o E x F. Dos três vencedores de cada partida um novo sorteio foi realizado para a grande final do torneio.
FOTO: AKIRA ONUMA / ASCOM SUSIPE

06/06/2017- BELÉM- PARÁ- O cenário é um campo de futebol dentro do Presídio Estadual Metropolitano II (PEM II), em Marituba. Nele, os detentos se reuniram para participar do II torneio de futebol amador da casa penal. Além de quebrar a rotina da unidade prisional, neste ano, a disputa também teve um prêmio especial: uma visita extra para o dia dos namorados. As regras do jogo foram definidas pelos próprios detentos, junto com a direção do presídio. Eles escolheram um representante de cada um dos blocos A, B, C, D, E e F para participar de um sorteio que definiu os grupos do torneio. Na definição das “chaves”, o bloco A foi sorteado para enfrentar o D; o B x C e o E x F. Dos três vencedores de cada partida um novo sorteio foi realizado para a grande final do torneio.
FOTO: AKIRA ONUMA / ASCOM SUSIPE

06/06/2017- BELÉM- PARÁ- O cenário é um campo de futebol dentro do Presídio Estadual Metropolitano II (PEM II), em Marituba. Nele, os detentos se reuniram para participar do II torneio de futebol amador da casa penal. Além de quebrar a rotina da unidade prisional, neste ano, a disputa também teve um prêmio especial: uma visita extra para o dia dos namorados. As regras do jogo foram definidas pelos próprios detentos, junto com a direção do presídio. Eles escolheram um representante de cada um dos blocos A, B, C, D, E e F para participar de um sorteio que definiu os grupos do torneio. Na definição das “chaves”, o bloco A foi sorteado para enfrentar o D; o B x C e o E x F. Dos três vencedores de cada partida um novo sorteio foi realizado para a grande final do torneio.
FOTO: AKIRA ONUMA / ASCOM SUSIPE

06/06/2017- BELÉM- PARÁ- O cenário é um campo de futebol dentro do Presídio Estadual Metropolitano II (PEM II), em Marituba. Nele, os detentos se reuniram para participar do II torneio de futebol amador da casa penal. Além de quebrar a rotina da unidade prisional, neste ano, a disputa também teve um prêmio especial: uma visita extra para o dia dos namorados. As regras do jogo foram definidas pelos próprios detentos, junto com a direção do presídio. Eles escolheram um representante de cada um dos blocos A, B, C, D, E e F para participar de um sorteio que definiu os grupos do torneio. Na definição das “chaves”, o bloco A foi sorteado para enfrentar o D; o B x C e o E x F. Dos três vencedores de cada partida um novo sorteio foi realizado para a grande final do torneio.
FOTO: AKIRA ONUMA / ASCOM SUSIPE

06/06/2017- BELÉM- PARÁ- O cenário é um campo de futebol dentro do Presídio Estadual Metropolitano II (PEM II), em Marituba. Nele, os detentos se reuniram para participar do II torneio de futebol amador da casa penal. Além de quebrar a rotina da unidade prisional, neste ano, a disputa também teve um prêmio especial: uma visita extra para o dia dos namorados. As regras do jogo foram definidas pelos próprios detentos, junto com a direção do presídio. Eles escolheram um representante de cada um dos blocos A, B, C, D, E e F para participar de um sorteio que definiu os grupos do torneio. Na definição das “chaves”, o bloco A foi sorteado para enfrentar o D; o B x C e o E x F. Dos três vencedores de cada partida um novo sorteio foi realizado para a grande final do torneio.
FOTO: AKIRA ONUMA / ASCOM SUSIPE