Governo ajuda a transformar realidades por meio do ensino da música, no Pará

Kawasaki Brasil garante mais um título no Mineiro de Motocross
22 de novembro de 2017
Michel Temer durante encontro reunião com Governadores no Palácio do Alvorada
22 de novembro de 2017
599
Compartilhe
Depois de cumprir três anos de medidas socioeducativas na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), um jovem de 17 anos se descobriu na música. Assim que chegou ao Centro Juvenil Masculino, em Ananindeua, uma das 15 unidades socioeducativas no Pará, ele começou a se empolgar com as aulas de flauta e percussão (foto). FOTO: MARCELO LELIS / AG. PARÁ DATA: 22.11.2017 ANANINDEUA – PARÁ

Neste 22 de novembro, Dia do Músico, o Pará comemora o incentivo ao ensino musical. Na Escola Estadual Ruy Paranatinga Barata, situada no bairro de Val de Cans, a professora Rachel Aquino, de 38 anos, dá aulas de piano a 30 crianças, de 9 a 11 anos. Na foto, Marcely Roberta, 13 anos (e), e Miguel Silva, de 9 anos. FOTO: CRISTINO MARTINS / AG. PARÁ DATA: 22.11.2017 BELÉM – PARÁ

Depois de cumprir três anos de medidas socioeducativas na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), um jovem de 17 anos se descobriu na música. Assim que chegou ao Centro Juvenil Masculino, em Ananindeua, uma das 15 unidades socioeducativas no Pará, ele começou a se empolgar com as aulas de flauta e percussão (foto). FOTO: MARCELO LELIS / AG. PARÁ DATA: 22.11.2017 ANANINDEUA – PARÁ

Com 122 anos de história muitos paraenses chegam do interior do estado para se dedicar ao estudo e ensino da música no Instituto Carlos Gomes. São jovens que mudam sua realidade, transformando a música em profissão. Em 2001, Deninson Pastana (d), então com 18 anos de idade, trancou a faculdade de agronomia no município de Castanhal, onde morava, para mudar seu destino. Por meio do projeto de interiorização da Fundação Carlos Gomes, ele participou de uma oficina de música na cidade. FOTO: MÁCIO FERREIRA / AG. PARÁ DATA: 22.11.2017 BELÉM – PARÁ

Depois de cumprir três anos de medidas socioeducativas na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), um jovem de 17 anos se descobriu na música. Assim que chegou ao Centro Juvenil Masculino, em Ananindeua, uma das 15 unidades socioeducativas no Pará, ele começou a se empolgar com as aulas de flauta e percussão (foto). FOTO: MARCELO LELIS / AG. PARÁ DATA: 22.11.2017 ANANINDEUA – PARÁ

Desde 1991, a Fundação Carlos Gomes mantém o Projeto de Interiorização, por meio do qual revitaliza as bandas de música existentes no interior do Estado, criando ainda condições para que surjam, paralelamente, escolas de música que possibilitem a formação de novos músicos. Dessa maneira, não só preserva como desenvolve uma política de educação musical no estado. FOTO: MÁCIO FERREIRA / AG. PARÁ DATA: 22.11.2017 BELÉM – PARÁ

Neste 22 de novembro, Dia do Músico, o Pará comemora o incentivo ao ensino musical. Na Escola Estadual Ruy Paranatinga Barata, situada no bairro de Val de Cans, a professora Rachel Aquino, de 38 anos (foto), dá aulas de piano a 30 crianças, de 9 a 11 anos. FOTO: CRISTINO MARTINS / AG. PARÁ DATA: 22.11.2017 BELÉM – PARÁ

Depois de cumprir três anos de medidas socioeducativas na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), um jovem de 17 anos se descobriu na música. Assim que chegou ao Centro Juvenil Masculino, em Ananindeua, uma das 15 unidades socioeducativas no Pará, ele começou a se empolgar com as aulas de flauta e percussão (foto). FOTO: MARCELO LELIS / AG. PARÁ DATA: 22.11.2017 ANANINDEUA – PARÁ