Governo de São Paulo quer ampliar participação de negros, pardos e indígenas no serviço público

Ricardo Stuckert / CBF
Governadores e prefeitos fazem fotos com a flâmula e o Presidente da FIFA Joseph Blatter
7 de dezembro de 2013
Foto: Mario Carvajal/ Wikimedia Commons (30/09/2012)
Caño Cristales, o rio colorido da Colômbia
7 de dezembro de 2013
380
Compartilhe
Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

São Paulo- SP, 06/12/2013- Programa Estadual de Inclusão dará pontuação acrescida a estas populações nas provas de concursos públicos. Na foto, Geraldo Alckmin cumprimenta o reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, professor José Vicente.

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

São Paulo- SP, 06/12/2013- Alckmin decreta o Programa Estadual de Inclusão.

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

São Paulo- SP, 06/12/2013- Programa Estadual de Inclusão dará pontuação acrescida a negros, pardos e indígenas nas provas de concursos públicos.

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

São Paulo- SP, 06/12/2013- A meta para cada concurso será revisada a cada cinco anos pela secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania.

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

Foto: Tiago Silva/ GESP (06/12/2013)

São Paulo- SP, 06/12/2013- O governo do Estado instituiu o Programa Estadual de Inclusão para os concursos públicos do Poder Executivo visando uma participação mais igualitária da população de negros, pardos e indígenas no número de servidores públicos.