Guardas civis trarão tranquilidade para escolas da rede municipal de São Paulo

Foto: Jaelson Lucas/ SMCS
Em Curitiba, estudantes com deficiência auditiva recebem brinquedos
27 de novembro de 2014
Foto: Marcos Luiz/ Secom/ Prefeitura de Diadema
Alunos do Circo Escola de Diadema mostram o que aprenderam nas oficinas
27 de novembro de 2014
359
Compartilhe
Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

27/11/2014- São Paulo- SP, Brasil- Os guardas civis metropolitanos atuarão na segurança das escolas da rede municipal de ensino para trazer mais tranquilidade para educadores e estudantes. A atividade faz parte do programa de Proteção Escolar, onde agentes da GCM trabalharão em sistema de atividade complementar em unidades escolares com mais vulnerabilidade. A presença da guarda nas escolas é uma demanda antiga de educadores e comunidades. O acordo de cooperação que estabelece o programa foi assinado pelas secretarias municipais de Educação e Segurança Urbana nesta quinta-feira (27), em solenidade no Parque Ibirapuera, zona sul.

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

27/11/2014- São Paulo- SP, Brasil- Para o prefeito Fernando Haddad, o programa integra um alinhamento estratégico em torno do objetivo de avançar na qualidade da rede municipal de ensino, além de incentivar o caráter comunitário da Guarda Civil. “A sensação de segurança é uma variável chave para nós resgatarmos tudo que o programa “Mais Educação” deseja resgatar. Eu tenho certeza que em um ambiente mais seguro nas escolas, as nossas professoras e diretoras vão poder dedicar ainda mais o foco de atenção para a questão para a qual elas foram formadas, que é o aprendizado”, afirmou Haddad.

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

27/11/2014- São Paulo- SP, Brasil- Os GCMs atuarão em atividade complementar, com adesão voluntária. Poderão trabalhar até oito horas diárias, fora do horário de expediente, por até dez dias, totalizando 80 horas por mês. A remuneração é de R$ 20 por hora, podendo somar até R$ 160 por dia de trabalho. Inicialmente serão oferecidas 1.500 vagas e as inscrições estão abertas. As escolas que receberão os guardas foram selecionadas pelo critério de vulnerabilidade.

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

27/11/2014- São Paulo- SP, Brasil- Segundo o secretário Roberto Porto (Segurança Urbana), o programa reaproxima a GCM de suas atividades constitucionais, de proteção dos equipamentos públicos municipais. “Eu não tenho dúvida que nós retomamos este programa com muita alegria. A Guarda têm consciência da importância da segurança no processo de aprendizagem, no processo de evasão escolar e em tantas outras questões importantes no diaadia das nossas escolas”, disse Porto.

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

27/11/2014- São Paulo- SP, Brasil- A Secretaria da Educação contribuirá com 50 viaturas para ronda nos arredores das unidades, prevista para começar no início do próximo ano letivo. A atuação dos GCMs será em cooperação com a comunidade escolar e o objetivo é que haja estabilidade das equipes de guardas nas escolas. “Peço para os dirigentes de educação que façam o trabalho de integração desses nossos companheiros de trabalho, os GCMs. É muito importante que eles sejam envolvidos na situação da escola, nas características da comunidade educacional, que acompanhem e tenham conhecimento do projeto político-pedagógico da unidade e das atividades que são realizadas”, recomendou o secretário César Callegari (Educação).

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

27/11/2014- São Paulo- SP, Brasil- Atualmente, 104 escolas estão sendo atendidas pelo programa, mas a expectativa é que as inscrições aumentem para o próximo ano letivo. A atividade complementar nas escolas integra um plano de valorização da Guarda Civil Municipal, que inclui ainda renovação da frota, compra de novos uniformes e equipamentos, reforma das inspetorias, melhoria salarial e reestruturação do plano de carreira.

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP

Foto: Fábio Arantes/ Secom/ PMSP