Hubble captura raras imagens em Júpiter

Receita libera hoje consultas a lote residual do Imposto de Renda
9 de fevereiro de 2015
Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Muamba do Carnaval 2015 em Porto Alegre
9 de fevereiro de 2015
408
Compartilhe
Foto: NASA, ESA, and the Hubble Heritage Team (STScI/AURA)

Foto: NASA, ESA, and the Hubble Heritage Team (STScI/AURA)

Foto: NASA, ESA, and the Hubble Heritage Team (STScI/AURA)

Foto: NASA, ESA, and the Hubble Heritage Team (STScI/AURA)

O telescópio especial Hubble capturou imagens de rara ocorrência das três maiores luas de Júpiter em toda faixa gasosa do planeta gigante, sendo elas Europa, Callisto e Io. As luas podem ser vistas transitando pela face de Júpiter, já que fazem órbita, que dura de dois a 17 dias, em torno do planeta. O acontecimento ao mesmo tempo é considerado raro. Geralmente, ocorrem no máximo duas vezes a cada dez anos. A imagem à esquerda mostra a observação do Hubble no início do evento. Na esquerda é a lua Callisto, e na direita, Io. As sombras da Europa, Callisto e Io são amarradas para fora, da esquerda para a direita, mas a sombra da Europa não pode ser vista na imagem. A imagem à direita mostra o fim do evento. Europa entrou no quadro no canto inferior esquerdo mais lento, Callisto acima e à direita dela. Já Io, que tem órbita significativamente próxima a Júpiter e que parece se mover muito mais rápido, aproximou-se da parte Oriental do planeta. O telescópio espacial Hubble é um projeto de cooperação internacional entre a NASA e a Agência Espacial Europeia.