Ibama apreende 35,8 toneladas de pescado e 162 animais silvestres durante operações no Amazonas, Acre e Ceará

Helicóptero não tripulado (drone) no USS Gabrielle Giffords
28 de dezembro de 2019
Estátua do piloto Ayrton Senna em tamanho real é instalada no calçadão de Copacabana
28 de dezembro de 2019
202
Compartilhe

Em dezembro, durante operação contra pesca ilegal no período de piracema na Bacia Amazônica, agentes do Ibama apreenderam no total 35,8 toneladas de pescado na região do Alto Solimões (AM). Na ação também foi fiscalizada a moratória da piracatinga, cuja captura é proibida conforme o tipo de isca utilizada, e a proibição de captura do pirarucu no Amazonas, além de outras espécies protegidas na piracema, como o surubim. O pescado foi doado a instituições sem fins lucrativos. As autuações aplicadas totalizam cerca de R$722 mil. A operação teve apoio da Polícia Federal.

Na região de Cruzeiro do Sul (AC), em ação para coibir a atividade ilegal de caça, o Ibama apreendeu 10 tartarugas, 7 pacas, 4 inhambu-galinhas, 3 periquitos, 2 veados, 2 tatus, 2 caititus, 1 jacuguaçu, 1 curió e uma anta. Os animais estavam sendo transportados ilegalmente, caçados ou mantidos em cativeiro. Foram apreendidas 15 espingardas, além de cartuchos, trabucos e outros petrechos utilizados no crime.

Os periquitos foram encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama em Rio Branco (AC), enquanto os jabutis foram devolvidos à natureza. Os demais animais estavam abatidos.

IBAMA

IBAMA

IBAMA

IBAMA