Incêndios violentos devastam a ilha grega de Evia

CPI da Pandemia- Líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), chega ao Senado Federal. 
12 de agosto de 2021
Solenidade de Promoção de Oficiais-Generais
12 de agosto de 2021
130
Compartilhe
Incêndios violentos devastam a ilha grega de Evia

Partes do Mediterrâneo e da Europa central experimentaram temperaturas extremas neste verão, com incêndios florestais causando devastação na Turquia e na Grécia. O incêndio em Evia, a segunda maior ilha da Grécia,  queimou grandes áreas florestais, casas e empresas – forçando milhares a evacuarem por mar para salvar suas vidas.
Esta imagem do Copernicus Sentinel-2 foi capturada ontem em 11 de agosto e processada de uma forma que incluiu o canal de infravermelho próximo que geralmente é usado para destacar a vegetação (visível em vermelho brilhante). A imagem mostra a extensão da área queimada (visível em tons de castanho e verde) na parte norte da ilha que sofreu mais danos, com uma perda estimada de 50 000 hectares.
O incêndio, alimentado por ventos fortes, começou em 3 de agosto e ainda está em andamento, com centenas de bombeiros atualmente combatendo as chamas.
A onda de calor fez com que alguns países registrassem sua temperatura mais alta em décadas, com a ilha italiana da Sicília registrando 48,8 ° C, que pode ser a temperatura mais quente já registrada na Europa. Incêndios florestais também estão ocorrendo em outras partes da Grécia, Itália, Albânia e Argélia, estimulando ativações no Serviço de Mapeamento de Emergência Copernicus. O serviço de mapeamento usa dados de satélites para ajudar na resposta a desastres como incêndios florestais e inundações.
Créditos: contém dados modificados do Copernicus Sentinel (2021), processados ​​por ESA, CC BY-SA 3.0 IGO