Internet de qualidade chega a cinco municípios da região Araguaia, no Pará

Último contingente Brasileiro para Missão de Manutenção da Paz (MINUSTAH) chega ao Haiti.
6 de junho de 2017
Ilan Goldfajn abre seminário de Inclusão Financeira
6 de junho de 2017
1045
Compartilhe

Um dos pontos de hotzone do Navegapará mais acessado pelo usuário doméstico em Santarém é o que está localizado no Parque da Cidade. Área central do município e que serve de encontro para jovens e esportistas de todas as idades. Lá encontramos duas usuárias do ponto de acesso livre à internet. As amigas Lúria Gomes, de 15 anos (d), e Tamara Gomes, de 18 anos (e). FOTO: ALAILSON MUNIZ / SECOM DATA: 09.07.2015

Um dos pontos de hotzone do Navegapará mais acessado pelo usuário doméstico em Santarém é o que está localizado no Parque da Cidade. Área central do município e que serve de encontro para jovens e esportistas de todas as idades. Lá encontramos duas usuárias do ponto de acesso livre à internet. As amigas Lúria Gomes, de 15 anos (d), e Tamara Gomes, de 18 anos (e).
FOTO: ALAILSON MUNIZ / SECOM
DATA: 09.07.2015

O município de Xinguara, na região do Araguaia, sul do Pará, completa 34 anos de emancipação nesta sexta-feira, 13, e celebra o crescimento impulsionado principalmente pelo setor agropecuário. Reconhecida como a ‘capital do boi gordo’, Xinguara exporta carne bovina para 16 países, entre eles o Japão, Rússia, Turquia, Irã e Venezuela. O município segue atraindo investimentos governamentais, incentivos fiscais, apoio logístico e de infraestrutura. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município tem uma população estimada em 42.833 habitantes.
FOTO: FLÁVIO MARQUES / DIVULGAÇÃO
DATA:13.05.2016
XINGUARA – PARÁ

Quem estiver em Marabá e quiser embarcar em uma aventura mais ao sul poderá seguir rumo ao município de Xinguara, que fica a 245 quilômetros de Marabá ou 920 km de Belém. Saindo de Marabá o motorista deve pegar a BR – 155 passando pelos municípios de El Dourado dos Carajás e Sapucaia. A região tem um pouco do gosto e influência de Minas Gerais, Goiás e Tocantins, e ainda, é banhada na sua fronteira a leste pelo rio Araguaia, onde surge a praia do Pontão durante o verão.
FOTO: MÁCIO FERREIRA / AG. PARÁ
DATA: 30.07.2016
XINGUARA – PARÁ

A região do Tocantins é formada pelos municípios de Abaetetuba, Acará, Baião, Barcarena (foto), Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Moju, Oeiras do Pará e Tailândia. Concentra 10% da população e 7% do Produto Interno Bruto (PIB) paraenses. As indústrias de alumínio e alumina são os destaques da economia da região, que ainda é a maior maior produtora de dendê (71,23%), de açaí (47%) e de côco (51%) do estado. Neste contexto, a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) trabalha na expansão da Rede de Comunicação de Dados Corporativa do Estado para prover à Administração Pública conectividade, ampliando a mobilidade e acessibilidade no interior paraense. E atendendo às metas do Plano Plurianual (PPA) para a região do Tocantins, a Prodepa já implantou 40 quilômetros de fibra óptica nos municípios de Abaetetuba e Barcarena, aumentando a disponibilidade da rede e conectando novos órgãos/entidades em rede de alta capacidade e disponibilidade; reduzindo custos da administração com circuitos de comunicação e acelerando a modernização da gestão pública. Na foto, moradores acessando ponto de wi-fi do Navegapará em Santa Maria.
FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / ARQUIVO AG. PARÁ
DATA: 31.08.2016
SANTA MARIA – PARÁ

A região do Tocantins é formada pelos municípios de Abaetetuba, Acará, Baião, Barcarena (foto), Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Moju, Oeiras do Pará e Tailândia. Concentra 10% da população e 7% do Produto Interno Bruto (PIB) paraenses. As indústrias de alumínio e alumina são os destaques da economia da região, que ainda é a maior maior produtora de dendê (71,23%), de açaí (47%) e de côco (51%) do estado. Neste contexto, a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) trabalha na expansão da Rede de Comunicação de Dados Corporativa do Estado para prover à Administração Pública conectividade, ampliando a mobilidade e acessibilidade no interior paraense. E atendendo às metas do Plano Plurianual (PPA) para a região do Tocantins, a Prodepa já implantou 40 quilômetros de fibra óptica nos municípios de Abaetetuba e Barcarena, aumentando a disponibilidade da rede e conectando novos órgãos/entidades em rede de alta capacidade e disponibilidade; reduzindo custos da administração com circuitos de comunicação e acelerando a modernização da gestão pública. Na foto, moradores acessando ponto de wi-fi do Navegapará em Santa Maria.
FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / ARQUIVO AG. PARÁ
DATA: 31.08.2016
SANTA MARIA – PARÁ

A região do Tocantins é formada pelos municípios de Abaetetuba, Acará, Baião, Barcarena (foto), Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Moju, Oeiras do Pará e Tailândia. Concentra 10% da população e 7% do Produto Interno Bruto (PIB) paraenses. As indústrias de alumínio e alumina são os destaques da economia da região, que ainda é a maior maior produtora de dendê (71,23%), de açaí (47%) e de côco (51%) do estado. Neste contexto, a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) trabalha na expansão da Rede de Comunicação de Dados Corporativa do Estado para prover à Administração Pública conectividade, ampliando a mobilidade e acessibilidade no interior paraense. E atendendo às metas do Plano Plurianual (PPA) para a região do Tocantins, a Prodepa já implantou 40 quilômetros de fibra óptica nos municípios de Abaetetuba e Barcarena, aumentando a disponibilidade da rede e conectando novos órgãos/entidades em rede de alta capacidade e disponibilidade; reduzindo custos da administração com circuitos de comunicação e acelerando a modernização da gestão pública. Na foto, moradores acessando ponto de wi-fi do Navegapará em Santa Maria.
FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / ARQUIVO AG. PARÁ
DATA: 31.08.2016
SANTA MARIA – PARÁ

A Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa), em parceria com a Celpa e usando o mesmo cabo subaquático, implantará uma estrutura de fibra ótica, que será responsável pela transmissão de dados, interligando a ilha do Marajó à rede pública de internet.
FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / AG. PARÁ
DATA: 24.02.2016
PONTA DE PEDRAS – PARÁ

Com um comprimento de 17 quilômetros em cada circuito, os cabos totalmente isolados e protegidos serão responsáveis por levar energia de melhor qualidade a municípios como Ponta de Pedras (foto), Soure, Salvaterra, Cachoeira do Arari, Santa Cruz do Arari, Anajás, Chaves, Afuá, São Sebastião da Boa Vista e Muaná.
FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / ARQUIVO AG. PARÁ
DATA: 24.02.2016
PONTA DE PEDRAS – PARÁ

Prodepa aumenta capacidade da rede de comunicação de dados na região do Guajará. Com o objetivo de interligar órgãos públicos em rede de alta capacidade e disponibilidade; reduzir custos da administração pública com circuitos de comunicação e acelerar a modernização da gestão pública, a Prodepa promoveu, no último ano, um crescimento de 5% na infovia em fibra ótica, aumentando a disponibilidade da rede e conectando 20 novos órgãos/entidades na região do Guajará.
FOTO: ANDERSON SILVA / ARQUIVO AG. PARÁ
DATA: 03.02.2017
BELÉM – PARÁ

Prodepa aumenta capacidade da rede de comunicação de dados na região do Guajará. Com o objetivo de interligar órgãos públicos em rede de alta capacidade e disponibilidade; reduzir custos da administração pública com circuitos de comunicação e acelerar a modernização da gestão pública, a Prodepa promoveu, no último ano, um crescimento de 5% na infovia em fibra ótica, aumentando a disponibilidade da rede e conectando 20 novos órgãos/entidades na região do Guajará.
FOTO: CRISTINO MARTINS / ARQUIVO AG. PARÁ
DATA: 03.02.2017
BELÉM – PARÁ