IOE entrega acervo e lança obra durante Salão do Livro, no Pará

Bahia Rural Contemporânea traz diversas opções de presentes para o Natal
1 de dezembro de 2017
Hospital do Marajó encerra programação do Novembro Azul com agendamento de exames
1 de dezembro de 2017
558
Compartilhe
Tomar um gostoso tacacá faz parte da cultura gastronômica do paraense. O caldo composto por tucupi, camarão, goma e folhas de jambu é servido em cuias ricamente desenhadas. A história do objeto tipicamente paraense é contada no livro ‘Modo de fazer cuias do Baixo Amazonas’, editado pela Imprensa Oficial do Estado, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e que será lançado nesta sexta-feira (1), às 18h, no estande da autarquia durante o X Salão do Livro do Baixo Amazonas, em Santarém. FOTO: AG. Pará DATA: 30.11.2017 MONTE ALEGRE – PARÁ

Tomar um gostoso tacacá faz parte da cultura gastronômica do paraense. O caldo composto por tucupi, camarão, goma e folhas de jambu é servido em cuias ricamente desenhadas. A história do objeto tipicamente paraense é contada no livro ‘Modo de fazer cuias do Baixo Amazonas’, editado pela Imprensa Oficial do Estado, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e que será lançado nesta sexta-feira (1), às 18h, no estande da autarquia durante o X Salão do Livro do Baixo Amazonas, em Santarém. FOTO: AG. Pará DATA: 30.11.2017 MONTE ALEGRE – PARÁ

Tomar um gostoso tacacá faz parte da cultura gastronômica do paraense. O caldo composto por tucupi, camarão, goma e folhas de jambu é servido em cuias ricamente desenhadas. A história do objeto tipicamente paraense é contada no livro ‘Modo de fazer cuias do Baixo Amazonas’, editado pela Imprensa Oficial do Estado, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e que será lançado nesta sexta-feira (1), às 18h, no estande da autarquia durante o X Salão do Livro do Baixo Amazonas, em Santarém. FOTO: AG. Pará DATA: 30.11.2017 MONTE ALEGRE – PARÁ

Tomar um gostoso tacacá faz parte da cultura gastronômica do paraense. O caldo composto por tucupi, camarão, goma e folhas de jambu é servido em cuias ricamente desenhadas. A história do objeto tipicamente paraense é contada no livro ‘Modo de fazer cuias do Baixo Amazonas’, editado pela Imprensa Oficial do Estado, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e que será lançado nesta sexta-feira (1), às 18h, no estande da autarquia durante o X Salão do Livro do Baixo Amazonas, em Santarém. FOTO: AG. Pará DATA: 30.11.2017 MONTE ALEGRE – PARÁ

Tomar um gostoso tacacá faz parte da cultura gastronômica do paraense. O caldo composto por tucupi, camarão, goma e folhas de jambu é servido em cuias ricamente desenhadas. A história do objeto tipicamente paraense é contada no livro ‘Modo de fazer cuias do Baixo Amazonas’, editado pela Imprensa Oficial do Estado, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e que será lançado nesta sexta-feira (1), às 18h, no estande da autarquia durante o X Salão do Livro do Baixo Amazonas, em Santarém. FOTO: AG. Pará DATA: 30.11.2017 MONTE ALEGRE – PARÁ

Tomar um gostoso tacacá faz parte da cultura gastronômica do paraense. O caldo composto por tucupi, camarão, goma e folhas de jambu é servido em cuias ricamente desenhadas. A história do objeto tipicamente paraense é contada no livro ‘Modo de fazer cuias do Baixo Amazonas’, editado pela Imprensa Oficial do Estado, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e que será lançado nesta sexta-feira (1), às 18h, no estande da autarquia durante o X Salão do Livro do Baixo Amazonas, em Santarém. FOTO: AG. Pará DATA: 30.11.2017 MONTE ALEGRE – PARÁ