Jardim Botânico mantém banco de sementes de espécies do Cerrado

PSG disputa torneio em pré-temporada em Miami – USA
22 de julho de 2017
Festa do Divino chega ao quarto dia em Brazlândia com pernoite em chácara
22 de julho de 2017
1446
Compartilhe

Jardim Botânico mantém banco de sementes de espécies do Cerrado Brasília, DF, Brasil 20/7/2017 Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí, com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. O caso não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Jardim Botânico mantém banco de sementes de espécies do Cerrado
Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí, com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. O caso não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Jardim Botânico mantém banco de sementes de espécies do Cerrado
Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí, com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. O caso não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí há dois anos com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. Esse tipo de socorro não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Há cerca de 30 espécies catalogadas. Porém, mais de 60 já integraram a lista.
Diretora de Fitologia do Jardim Botânico de Brasília, Priscila Oliveira. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí há dois anos com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. Esse tipo de socorro não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Há cerca de 30 espécies catalogadas. Porém, mais de 60 já integraram a lista.
Diretora de Fitologia do Jardim Botânico de Brasília, Priscila Oliveira. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Jardim Botânico mantém banco de sementes de espécies do Cerrado
Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí, com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. O caso não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Jardim Botânico mantém banco de sementes de espécies do Cerrado
Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí, com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. O caso não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí há dois anos com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. Esse tipo de socorro não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Há cerca de 30 espécies catalogadas. Porém, mais de 60 já integraram a lista.
Diretora de Fitologia do Jardim Botânico de Brasília, Priscila Oliveira. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí há dois anos com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. Esse tipo de socorro não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Há cerca de 30 espécies catalogadas. Porém, mais de 60 já integraram a lista.
Diretora de Fitologia do Jardim Botânico de Brasília, Priscila Oliveira. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí há dois anos com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. Esse tipo de socorro não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Há cerca de 30 espécies catalogadas. Porém, mais de 60 já integraram a lista.
Diretora de Fitologia do Jardim Botânico de Brasília, Priscila Oliveira. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí há dois anos com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. Esse tipo de socorro não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Há cerca de 30 espécies catalogadas. Porém, mais de 60 já integraram a lista.
Diretora de Fitologia do Jardim Botânico de Brasília, Priscila Oliveira. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí há dois anos com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. Esse tipo de socorro não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Há cerca de 30 espécies catalogadas. Porém, mais de 60 já integraram a lista.
Diretora de Fitologia do Jardim Botânico de Brasília, Priscila Oliveira. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Jardim Botânico mantém banco de sementes de espécies do Cerrado
Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí, com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. O caso não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Jardim Botânico mantém banco de sementes de espécies do Cerrado
Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí, com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. O caso não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.

Jardim Botânico mantém banco de sementes de espécies do Cerrado
Brasília, DF, Brasil 20/7/2017
Sementes coletadas no Distrito Federal foram enviadas ao Jardim Botânico de Jundiaí, com a missão de ajudar na recuperação do Cerrado no município de São Paulo. O caso não é exceção e só foi possível graças ao banco de sementes que o Jardim Botânico de Brasília mantém desde 2015. Foto: Tony Winston/Agência Brasília.