Justiça paquistanesa condena dez homens pelo ataque contra Malala

Foto: State Department Photo/ Public Domain
Secretário de Estado dos EUA John Kerry e o Presidente do Conselho Sírio de Oposição, Khaled Khoja
30 de abril de 2015
Foto: Gabriel Lima/ Agecom
Alimentos não perecíveis, água e cobertores têm chegado aos postos oficiais para distribuição às pessoas atingidas pelas chuvas
30 de abril de 2015
330
Compartilhe
Foto: Mark Garten/ UN 18/08/2014

Foto: Mark Garten/ UN 18/08/2014

Foto: Mark Garten/ UN 18/08/2014

Foto: Mark Garten/ UN 18/08/2014

30/04/2015 – Tribunal paquistanês condenou dez homens à prisão perpétua, nesta quinta-feira, por envolvimento no atentado a tiros da jovem estudante Malala Yousafzai, em 2012, enquanto ela lutava pelo direito de meninas a frequentar escolas. São as primeiras condenações do caso. Desde que sobreviveu, Malala virou um símbolo da luta contra o extremismo e a favor do direito à educação. Ela ganhou o Nobel da Paz em 2014.