Médica cubana deixa Mais Médicos e diz que pedirá asilo no Brasil

Presidenta Cristina Kirchner anuncia medidas para ampliar os direitos das pensões e aumento no abono escolar anual
5 de fevereiro de 2014
Presidente Putin falou na inauguração da sessão do Comitê Olímpico Internacional em Sochi
5 de fevereiro de 2014
301
Compartilhe
Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Brasília- DF, 05/02/2014- Ramona Matos Rodriguez, médica cubana que esta abrigada na sala da Liderança do Democratas, após fugir de Pacajá, no Pará, onde trabalhava no programa Mais Médicos desde outubro.

 

Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Brasília- DF, 05/02/2014- Dep. Mendonça Filho (PE), novo líder do Democratas (DEM), fala sobre a situação de Ramona Matos.

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Brasília- DF, 05/02/2014- Dep. Ronaldo Caiado (DEM-GO) fala sobre a situação de Ramona.

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Brasília- DF, 05/02/2014- Coletiva com Ramona Matos Rodriguez.

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados