Metalúrgicos do ABC Paulista mobilizam 8 mil trabalhadores em atos contra retirada de direitos da classe trabalhadora

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
Ex-presidente Lula, durante evento político em Natal, no Rio Grande do Norte
22 de setembro de 2016
Foto: Roberto Castro/ ME
Secretário Nacional de Futebol, Gustavo Perrella, durate audiência publica na CECE do Senado para tratar do Estatuto do Torcedor
22 de setembro de 2016
471
Compartilhe
Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

22/09/2016- São Bernardo do Campo- SP, Brasil- Trabalhadores de 22 empresas paralisaram as atividades na manhã desta quinta-feira (22) para participar dos atos organizados pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC nas cidades de São Bernardo, Diadema, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. A mobilização integrou o “Dia Nacional de Paralisação, Rumo à Greve Geral – Nenhum Direito a Menos”, organizado pela CUT e demais centrais sindicais que formam as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Ao todo a mobilização reuniu cerca de 8 mil trabalhadores nas quatro cidades.

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

22/09/2016- São Bernardo do Campo- SP, Brasil- Em São Bernardo, participaram cerca de cinco mil metalúrgicos de 12 empresas, incluindo as montadoras Scania e Toyota. Eles saíram de seus locais de trabalho e foram em caminhada até a Av. Robert Kennedy, onde aconteceu o ato político. Em Diadema, oito fábricas foram paralisadas e o ato com cerca de 2,5 mil trabalhadores foi realizado na Rua Álvares Cabral. Duas fábricas foram paralisadas em Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, reunindo cerca de 500 pessoas. O presidente do Sindicato, Rafael Marques, destacou que as iniciativas que o atual governo vem anunciando indicam um grande retrocesso nos direitos dos trabalhadores e que só uma forte mobilização poderá enfrentar nas ruas essa agenda.

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

22/09/2016- São Bernardo do Campo- SP, Brasil- “Vivemos um momento crucial da história. Está em curso um golpe que tem como foco uma mudança estrutural no País, que passa pela retirada e redução de direitos básicos como Previdência, jornada de trabalho, verbas para saúde e educação. Nossa mobilização será fundamental. Grande parte do que se conquistou no Brasil é fruto do nosso trabalho, da nossa luta. Não vamos permitir que retirem o que nós e as gerações anteriores conquistaram com muita luta e coragem”, ressaltou.

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

22/09/2016- São Bernardo do Campo- SP, Brasil- Ao final do ato, após consulta feita pelo dirigente, os trabalhadores aprovaram o apoio da categoria metalúrgica à proposta de realização de uma greve geral no País caso o governo avance numa agenda de retrocessos. “Se houver necessidade, se os direitos da classe trabalhadora continuarem em risco, os metalúrgicos do ABC estão prontos para a greve geral”, reforçou Rafael.

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC

Foto: Adonis Guerra/ SMABC