Movimentos fazem ato em solidariedade ao ambulante oprimido pela PM no centro de SP

Grêmio e Santos na tarde desta quarta-feira, na Arena do Grêmio
3 de fevereiro de 2021
Bahia x Fluminense-RJ – Brasileiro A 2020
3 de fevereiro de 2021
51
Compartilhe

*Movimentos fazem ato em solidariedade ao ambulante oprimido pela PM no centro de SP*

Movimentos sociais realizaram na manhã desta quarta-feira (3) ato em solidariedade ao trabalhador Geová de Oliveira Lima que foi duramente oprimido em uma ação da PM ocorrida no dia 15 de janeiro, no centro de São Paulo.

A manifestação teve concentração na Praça da Sé e percorreu ruas do centro, como a Rua Direita, onde Geová e sua esposa tiveram sua mercadoria recolhida e foi duramente oprimido em ação da Polícia Militar.

Geová conta que estava trabalhando com a sua família, quando se deparou com a fiscalização: “Eles alegam que eu estava o dia todo vendendo, só que eu não estava, estava indo pra casa, quando me abordaram e tentaram ceifar minha vida, por um minuto; não me mataram, mas Deus foi muito bom e todo esse povo aqui veio me ajudar”, afirma ele em referência aos manifestantes presentes.

“Sou um pai de família, trabalhador e não sei fazer outra coisa a não ser trabalhar. Não é fácil ver a pessoa (fiscalização) jogar comida fora em um momento em que as coisas estão muito difíceis. Você vê pessoas comerem lixo na rua, aí você vê os caras (fiscalização) ensacar a comida e jogar fora. Isso é um absurdo”, ressalta Geová.

Fotos: Elineudo Meira / @fotografia.75