“Nós vamos recuperar o direito de ser feliz nesse país”, diz Lula durante visita ao MST

Diego Costa chega ao Atlético MG
17 de agosto de 2021
336ª Sessão Ordinária
17 de agosto de 2021
91
Compartilhe

O encontro de Lula com seu estado de origem, neste giro de articulações importantes que o ex-presidente faz pelo Nordeste, teve um momento emblemático justamente num assentamento de Reforma Agrária. O reencontro do ex-presidente com o trabalhador e a trabalhadora rural, que alimentam o país, foi regado a maracatu, olho no olho e escuta e, claro, o sabor da produção saudável do assentamento.

Nesta segunda-feira (16), Lula visitou a convite do MST o assentamento Che Guevara, em Moreno, região metropolitana do Recife, Pernambuco. Lula viu a Reforma Agrária Popular ali, saltando aos olhos com roças cheias e produção farta. É esta produção, como apresentou o trabalhador rural Dema em seu lote, que chega a quem mais precisa num momento de retorno dos índices de insegurança alimentar e desnutrição. O número encontrado de 19 milhões de brasileiros que passaram fome na pandemia do novo coronavírus é o dobro do que foi registrado em 2009, com o retorno ao nível observado em 2004.

Se olharmos para hoje, com 55% dos lares brasileiros vivendo sob a insegurança alimentar severa e moderada, o retrocesso é o pior desde 2004, quando o levantamento começou a ser feito. Segundo estudos da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), 116,8 milhões de pessoas conviveram com algum grau de insegurança alimentar no final de 2020.