O diretor presidente da siderúrgica Usiminas, Rômel Erwin de Souza, depõe na CPI do BNDES