O foguete de propulsão Soyuz e a espaçonave MS-11 são lançados na plataforma de lançamento,no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.

Primeiro Ministro com Vladimir Putin, Presidente da Rússia e Xi Jinping, Presidente da China na RIC Informal Summit à margem da Cúpula do G20 em Buenos Aires (30 de novembro de 2018)
1 de dezembro de 2018
O Presidente Mauricio Macri compartilhou um jantar hoje com os presidentes e chefes de governo que participaram da Cúpula de Líderes do G20
1 de dezembro de 2018
475
Compartilhe

O foguete de propulsão Soyuz e a espaçonave MS-11 são lançados na plataforma de lançamento de trem no sábado. 1º de dezembro de 2018 no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. O lançamento do foguete Soyuz está marcado para o dia 3 de dezembro e levará o comandante Olog Kononenko, da Expedition 58 Soyuz, da Roscosmos, a engenheira de vôo Anne McClain, da Nasa, e o engenheiro de vôo David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense (CSA). missão de seis meses e meio na Estação Espacial Internacional. Crédito da foto: (NASA / Aubrey Gemignani)

O foguete de propulsão Soyuz e a espaçonave MS-11 são lançados na plataforma de lançamento de trem no sábado. 1º de dezembro de 2018 no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. O lançamento do foguete Soyuz está marcado para o dia 3 de dezembro e levará o comandante Olog Kononenko, da Expedition 58 Soyuz, da Roscosmos, a engenheira de vôo Anne McClain, da Nasa, e o engenheiro de vôo David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense (CSA). missão de seis meses e meio na Estação Espacial Internacional. Crédito da foto: (NASA / Aubrey Gemignani)

O foguete de propulsão Soyuz e a espaçonave MS-11 são lançados na plataforma de lançamento de trem no sábado. 1º de dezembro de 2018 no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. O lançamento do foguete Soyuz está marcado para o dia 3 de dezembro e levará o comandante Olog Kononenko, da Expedition 58 Soyuz, da Roscosmos, a engenheira de vôo Anne McClain, da Nasa, e o engenheiro de vôo David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense (CSA). missão de seis meses e meio na Estação Espacial Internacional. Crédito da foto: (NASA / Aubrey Gemignani)

Os braços do pórtico são elevados para garantir o foguete de propulsão Soyuz e a espaçonave MS-11 na plataforma de lançamento 1º de dezembro de 2018 no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. O lançamento do foguete Soyuz está marcado para o dia 3 de dezembro e levará o comandante Olog Kononenko, da Expedition 58 Soyuz, da Roscosmos, a engenheira de vôo Anne McClain, da Nasa, e o engenheiro de vôo David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense (CSA). missão de seis meses e meio na Estação Espacial Internacional. Crédito da foto: (NASA / Aubrey Gemignani)

Os braços do pórtico são elevados para garantir o foguete de propulsão Soyuz e a espaçonave MS-11 na plataforma de lançamento 1º de dezembro de 2018 no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. O lançamento do foguete Soyuz está marcado para o dia 3 de dezembro e levará o comandante Olog Kononenko, da Expedition 58 Soyuz, da Roscosmos, a engenheira de vôo Anne McClain, da Nasa, e o engenheiro de vôo David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense (CSA). missão de seis meses e meio na Estação Espacial Internacional. Crédito da foto: (NASA / Aubrey Gemignani)

Expedição 58 membros da tripulação Drew Morgan da NASA, à esquerda, Alexander Skvortsov da Roscosmos, centro, e Luca Parmitano da ESA (Agência Espacial Europeia), posam para uma foto logo após o foguete Soyuz e a espaçonave MS-11 chegarem à plataforma de lançamento 1 depois de ser lançado de trem em sab. 1º de dezembro de 2018 no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. O lançamento do foguete Soyuz está marcado para o dia 3 de dezembro e contará com a expedição de 58 tripulantes, o comandante da Soyuz, Oleg Kononenko, da Roscosmos, a engenheira de vôo Anne McClain, da NASA, e o engenheiro de vôo David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense. órbita para começar sua missão de seis meses e meio na Estação Espacial Internacional. Crédito da foto: (NASA / Aubrey Gemignani)

O foguete de propulsão Soyuz e a espaçonave MS-11 são lançados na plataforma de lançamento de trem no sábado. 1º de dezembro de 2018 no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. O lançamento do foguete Soyuz está marcado para o dia 3 de dezembro e levará o comandante Olog Kononenko, da Expedition 58 Soyuz, da Roscosmos, a engenheira de vôo Anne McClain, da Nasa, e o engenheiro de vôo David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense (CSA). missão de seis meses e meio na Estação Espacial Internacional. Crédito da foto: (NASA / Aubrey Gemignani)

O foguete de propulsão Soyuz e a espaçonave MS-11 são lançados na plataforma de lançamento de trem no sábado. 1º de dezembro de 2018 no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. O lançamento do foguete Soyuz está marcado para o dia 3 de dezembro e levará o comandante Olog Kononenko, da Expedition 58 Soyuz, da Roscosmos, a engenheira de vôo Anne McClain, da Nasa, e o engenheiro de vôo David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense (CSA). missão de seis meses e meio na Estação Espacial Internacional. Crédito da foto: (NASA / Aubrey Gemignani)

Os braços do pórtico são colocados em posição para fixar o foguete de propulsão Soyuz e a espaçonave MS-11 na plataforma de lançamento, como visto nesta longa exposição, sab. 1º de dezembro de 2018 no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. O lançamento do foguete Soyuz está marcado para o dia 3 de dezembro e levará o comandante Olog Kononenko, da Expedition 58 Soyuz, da Roscosmos, a engenheira de vôo Anne McClain, da Nasa, e o engenheiro de vôo David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense (CSA). missão de seis meses e meio na Estação Espacial Internacional. Crédito da foto: (NASA / Aubrey Gemignani)