O Ibama definiu a Bacia Hidrográfica do Rio Taquari como alvo dos projetos de recuperação ambiental

-El presidente Mauricio Macri, junto a la primera dama Juliana Awada, recibieron, en la Casa Rosada, al mandatario de Francia, Emmanuel Macron
29 de novembro de 2018
Corra Pro Abraço realiza intervenção urbana “Memórias Negras
29 de novembro de 2018
297
Compartilhe

Brasília (29/11/2018) – O Ibama definiu a Bacia Hidrográfica do Rio Taquari como alvo dos projetos de recuperação ambiental a serem selecionados pelo 3° Chamamento Público do Programa de Conversão de Multas do Instituto.

As propostas apresentadas por entidades públicas e privadas sem fins lucrativos deverão seguir as diretrizes, iniciativas e eixos estabelecidos no Programa Nacional de Conversão de Multas Ambientais para o biênio 2019/2020 (Portaria n° 3.444/2018).

Desde a década de 70, a expansão desordenada da atividade agropecuária na região do Taquari intensifica o processo de assoreamento na bacia. Consequência direta desse fenômeno, a inundação de parte da planície do baixo curso do rio é o impacto ambiental e socioeconômico mais grave observado no Pantanal atualmente.

A legislação prevê desde 1998 a possibilidade de converter multas ambientais aplicadas por órgãos federais em prestação de serviços de conservação e recuperação do meio ambiente. Esse instrumento foi aprimorado pelo Decreto 9.179/2017, que estabeleceu novo quadro normativo para impulsionar ações ambientais de relevância nacional. Além de reestruturar a conversão direta, a norma criou uma nova modalidade, a indireta, para estimular a execução de serviços ambientais em áreas prioritárias para o país, definidas pelo Ibama em conjunto com especialistas.

A Bacia do Rio Taquari foi definida como alvo de recuperação ambiental pela Portaria n° 3.447/2018, publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (28/11). Os projetos a serem executados nessa região serão selecionados pelo Chamamento Público n° 3/2018 do Ibama. O Rio Taquari nasce em Mato Grosso e segue para Mato Grosso do Sul, onde recebe águas do rio Coxim e banha o Pantanal.

O Chamamento Público n° 1, publicado em março deste ano, promove a seleção pública de projetos para recuperação hídrica da Bacia do Rio São Francisco, e para adaptação às mudanças climáticas e convivência sustentável com a semiaridez na Bacia do Rio Parnaíba.

O Chamamento Público n° 2/2018, de setembro, foi realizado para escolher projetos destinados à restauração da Mata Atlântica em Santa Catarina.
Conversão de Multas: Ibama define Bacia do Rio Taquari (MT/MS) como área prioritária para recuperação no 3° Chamamento Público
Publicado: Quinta, 29 de Novembro de 2018, 19h59
Foto: Ubirajara Pires/Ibama

Ubirajara Pires/Ibama

Equipe FP