O presidente da Indonésia, Joko Widodo, critica interferência e diz que execuções seguirão

Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil
Almoço dos lideres da base aliada do governo
24 de fevereiro de 2015
Foto: Sgt. Rezende/ Agência Força Aérea
Indonésia reconsidera a compra de aviões Super Tucano do Brasil
24 de fevereiro de 2015
683
Compartilhe
Foto: Kementerian Sekretariat Negara Republik Indonesia

Foto: Kementerian Sekretariat Negara Republik Indonesia

Foto: Kementerian Sekretariat Negara Republik Indonesia

Foto: Kementerian Sekretariat Negara Republik Indonesia

24/02/2015- Jacarta – Indonésia,  Na foto Presidente Joko Widodo durante entrevista coletiva  no Palácio do Estado, Jacarta.

Foto: Kementerian Sekretariat Negara Republik Indonesia

Foto: Kementerian Sekretariat Negara Republik Indonesia

24/02/2015- Jacarta- Indonésia ,  O presidente da Indonésia, Joko Widodo, disse nesta terça-feira que nações estrangeiras não devem interferir no direito de seu país de aplicar a pena de morte. Ele afirmou ainda que a execução prevista de 11 condenados, inclusive um brasileiro, não será adiada.Widodo está sob pressão de líderes internacionais cujos cidadãos enfrentam a morte por tráfico de drogas. Presidente Joko Widodo durante reunião com membros Bawaslu de toda  Indonésia, no Palácio do Estado, Jacarta.